Select Menu
» » » Chuva de meteoros Lyrids 2014
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

O Astrofotógrafo Mark Lissick fez essa foto das Lyrids e a Via Láctea, tomada em 22 de Abril de 2013 em Hope Valley, CA (perto do Lago Tahoe). Crédito: Mark Lissick / Wildlight Nature Photography
As Lyrids é uma chuva de meteoros que atinge o pico proeminente no final de abril. Embora esta chuva não seja tão chamativa como outras durante o ano, as Lyrids tem sido conhecida a por ter picos incomuns de atividade. Uma chuva típica tem de 10 a 20 meteoros por hora no pico, mas algumas das mais fecundas chuvas ao longo das décadas mostrou relatos de 100 metros por hora - ou mais.

Astrônomos chineses registraram a chuva, já em 687 aC, segundo a NASA . A fonte para os meteoros é o cometa Thatcher, que foi descoberto por AE Thatcher em sua última abordagem mais próxima do sistema solar em 1861. Ele leva 415 anos para orbitar o Sol. É esperado que o cometa retorne em 2276.

A chuva de meteoros Lyrids é normalmente ativa entre 16 e 25 de abril de cada ano. Ela tende a pico em torno de 22 de abril ou 23 de abril. Esse ano, o pico acontecerá entre 21 e 22 de abril. 

As Lyrids emanam da constelação de Lyra, que dá a chuva de meteoros seu nome. O ponto de "radiante", ou seja, o ponto no céu de onde (para um observador num planeta) os meteoros parecem originar, é de fácil identificação no céu de verão, porque Vega é uma das estrelas mais brilhantes do firmamento, tornando-se visíveis, mesmo em locais com poluição luminosa. Os meteoros, no entanto, são melhores visualizados sob céus escuros. Localização de Lyra é:


Ascensão Reta: 19 horas

Declinação: 40 graus
Latitudes: Entre 90 e -40 graus
Direção: Norte Noroeste


A Lyra localiza-se entre o Norte e o Nordeste, logo acima do horizonte. 

NASA recomenda que os skywatchers saiam depois que a Lyra "subir no horizonte" logo após o anoitecer, essa hora muda em alguns lugares, no caso do Brasil, Vega poderá ser vista a partir das 22:30 do dia 21 de abril de 2014, e irá ser visível até antes do amanhecer. Recomenda-se aguarde 30 minutos para que os olhos se ajustem, e olhar para longe do radiante, no ponto fixo os meteoros "mais espetaculares" serão visíveis. O horário de picos dos meteoros, segundo a NASA é entre 2:30 e 4:30 da madrugada, assim que Vega estiver bem acima do horizonte. 


Céus limpos a todos!

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter