Select Menu
» » » Nova sonda da NASA vai estudar interior de Marte em 2016
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga




A sonda de três pernas pousará perto do equador marciano e deverá coletar informações durante 720 dias - cerca de dois anos.[Imagem: NASA]

Profundezas de marte

A NASA anunciou que vai começar a construir uma nova sonda robótica para ser enviada a Marte.
A missão da InSight (sigla em inglês para Exploração Interior Usando Investigações Sísmicas, Geodésia e Transporte de Calor) será perfurar abaixo da superfície de Marte para estudar o seu interior.
O robô Curiosity é capaz de fazer pequenos furos em rochas e no solo, mas suficientes apenas para estudar a composição química desses materiais.

Conhecer Marte profundamente

Os objetivos científicos da missão InSight são os seguintes:
  • Determinar o tamanho, a composição e o estado físico (líquido/sólido) do núcleo de Marte;
  • determinar a espessura e a estrutura da crosta;
  • determinar a composição e a estrutura do manto;
  • determinar o estado térmico do interior de Marte;
  • medir a magnitude, a taxa e a distribuição geográfica da atividade sísmica interna de Marte;
  • medir a taxa de impactos de meteoritos na superfície de Marte.
Os resultados ajudarão a melhorar as teorias sobre como os planetas rochosos se formam e desenvolvem uma estrutura interna em camadas - núcleo, manto e crosta - ao coletar informações sobre essas zonas interiores que poderão ser comparadas com as informações da Terra.

Instrumentos

Para investigar o interior de Marte, a sonda contará com um braço robótico - fabricado pelas agências espaciais da França e da Alemanha - que será responsável por colocar os instrumentos de pesquisa no solo.
O Experimento Sísmico para a Estrutura Interior (SEIS) é um sismômetro que medirá ondas de movimento transmitidas através do interior do planeta - geradas por impactos de meteoritos ou por "martemotos", o equivalente marciano dos terremotos.
O experimento Fluxo de Calor e Propriedades Físicas (HP3) é um termômetro que será introduzido a uma profundidade de cinco metros para medir o calor vindo do interior do planeta rumo à superfície.
O instrumento RISE vai acompanhar a forma como Marte oscila sob a influência da atração gravitacional do Sol.
Pelo menos três câmeras deverão fazer fotos panorâmicas do local de pouso da sonda.

Sonda fixa

A InSight não será um veículo, mas uma sonda fixa, que fará todos os seus estudos no local onde pousar.
A sonda de três pernas pousará perto do equador marciano e deverá coletar informações durante 720 dias - cerca de dois anos.
A InSight tem como base o projeto da sonda Phoenix, que estudou o Pólo Norte de Marte em 2008.
Segundo a NASA, o lançamento da InSight, em março de 2016, "vai ajudar a atingir o objetivo da agência de enviar uma missão humana a Marte na década de 2030".

Inovação Tecnológica/NASA

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter