Select Menu
» » 10 frases famosas que nunca foram ditas
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Hoje em dia é comum vermos a divulgação, seja através de meios de comunicação tecnológicos, ou através de livros, de frases e/ou citações famosas. O problema é que muitas vezes algumas delas são erroneamente divulgadas de forma distorcida, mal interpretadas, (re)inventadas ou adaptadas para nosso cotidiano. Essa prática se tornou mais difundida, principalmente, depois do âmbito da internet. 


Confira algumas famosas frases equivocadas de pensadores e cientistas e suas respectivas correções:

1. "Os fins não justificam os meios"

A frase “Os fins justificam os meios”, que é atribuída a Maquiavel é um destes casos, e o problema foi tentativa de simplificação da idéia de “O Príncipe”. Esta frase é a mais famosa atribuída a Nicolau Maquiavel, porém nunca foi dita pelo mesmo; o erro é a tentativa de condensar a idéia da obra do filósofo “O Príncipe”.

No capítulo 18, surgem os trechos “... um príncipe (...) não pode observar todas as coisas pelas quais os homens são chamados de bons, precisando muitas vezes, para preservar o Estado, operar contra a caridade, a fé, a humanidade, a religião.”.

Neste caso, “preservar o Estado” está ligado aos fins e “operar contra a caridade etc...” tem relação com utilização de quaisquer meios. Ainda neste capítulo, Maquiavel afirma “nas ações de todos os homens, especialmente nas dos príncipes, quando não há juiz a quem apelar, o que vale é o resultado final”; ou seja, simplificação muito pobre.

2. “No entanto ela se move”


Galileu em frente ao Santo Ofício, em quadro de Joseph-Nicolas Robert-Fleury

No século XVII, o italiano Galileu Galilei foi físico, filósofo, matemático, astrônomo e réu. Sua defesa ao Heliocentrismo – teoria que dizia que a Terra não era o centro do Universo, mas sim girava em torno de um Sol estacionário – causou polêmica entre os responsáveis pela Inquisição, que ainda estavam bem apegados à ideia do Geocentrismo, que considera a Terra o centro de tudo o que existe.

Acusado de heresia, precisou negar suas ideias diante de um tribunal para escapar da fogueira. Reza a lenda que, após se retratar, Galileu ousadamente resmungou que, “no entanto, ela [a Terra], se move”. Porém, a frase E pur si muove! não consta em nenhum registro oficial que confirme que ela de fato foi dita – nem mesmo a mais antiga biografia do cientista, escrita por um de seus discípulos, faz referência a ela.

3. “Eu discordo do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo”



Apesar do que você possivelmente ouviu nas aulas de história, Voltaire nunca disse as palavras acima. Mas a sua biógrafa o fez: é da escritora inglesa Evelyn Beatrice Hall a famosa frase que simboliza o direito de livre expressão. Sob o pseudônimo de Stephen G. Tallentyre, a autora teria criado esta sentença para resumir o pensamento do filósofo na biografia The Friends of Voltaire, de 1906, como afirma o livro They Never Said It: A Book of Fake Quotes, Misquotes, and Misleading Attributions.

4. “Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”



Se você reparar com atenção, vai perceber que a icônica frase dita por Neil Armstrong ao pisar na Lua tem um problema conceitual. “O homem” é equivalente a “a humanidade”, tornando a afirmação um pouco redundante – ou, simplesmente, sem sentido. Seria um tanto frustrante, caso o astronauta realmente a tivesse dito desta forma.

Neil argumenta que uma palavra se perdeu em meio a estática durante a transmissão: sua frase original teria sido “Um pequeno passo para um homem, um grande passo para a humanidade”. Foram várias as tentativas públicas de Armstrong para corrigir o sentido de sua fala, mas, como você deve ter imaginado, elas foram em vão. A sentença imortalizada é aquela que todo o mundo ouviu em 1969 – faça sentido ou não.


5. “Elementar, meu caro Watson”




Você já ouviu Sherlock Holmes proferir esta frase – mas nunca a leu nos livros de Sir Arthur Conan Doyle. Na obra do escritor britânico, o detetive usa (muitas) outras palavras para destacar sua superioridade intelectual, é verdade, mas as falas que mais se aproximam da hoje icônica citação se encontram em dois de seus contos: em O Corcunda, Holmes usa a palavra “Elementar”; em A Caixa de Papelão, dispara um “Superficial, meu caro Watson”.


The Return of Sherlock Holmes (1929), primeira adaptação cinematográfica com som dos livros de Doyle, foi a responsável por combinar as duas sentenças. A série radiofônica The New Adventures of Sherlock Holmes (que pode ser ouvida aqui), veiculada entre 1939 e 1947, usava recorrentemente a fala e ajudou imortalizar de vez a frase do famoso investigador. Elementar, meu caro leitor.


6-“Existem apenas duas maneiras de viver a sua vida. Uma é como se nada fosse um milagre. A outra é como se tudo fosse.”


Não há fontes de primeira mão de textos ou discursos de Einstein que contém essa citação. A primeira aparição dela que eu posso encontrar é em Living With Nature’s Extremes: The Life of Gilbert Fowler White(2006) de Robert E. Hinshaw, pág. 62. Neste livro, Hinshaw cita o Journal of France and Germany por Gilbert Fowler White (1942 – 1944) como a fonte original da citação. Nas palavras de Gilbert Fowler White:


“Quando olho para trás ao longo dos eventos realmente cruciais em minha vida eu percebo que eles não foram planejados com muita antecedência.


Albert Einstein disse: “‘Existem apenas duas maneiras de viver a sua vida. Uma é como se nada fosse um milagre. A outra é como se tudo fosse’.”


A fonte mais provável de Gilbert para a citação de Einstein sobre milagres seria o livro Die Religion der Gebildeten (1941) de David Reichenstein, que foi lançado um ano antes do jornal de Gilbert. É neste livro que Reichenstein pergunta a Einstein sobre a hipótese de Arthur Liebert de que a incerteza e indeterminismo na mecânica quântica permitiriam a possibilidade de milagres. Einstein respondeu que não poderia aceitar o argumento, pois se tratava de “uma área em que não há racionalidade que obedece a leis conhecidas. Um milagre, no entanto, é uma exceção a partir de dessa racionalidade; por isso, onde ela não existe, também a sua exceção, ou seja, um milagre, não pode existir.”


7. "Houston, nós temos um problema"


Estava lá outro dia lendo uma revista quando, num artigo, eles diziam que a famosa frase “Houston, nós temos um problema”, (Houston, we have a problem) como falava Tom Hanks no filme, nunca existiu.



Na verdade, a frase era “Houston, tivemos um problema”, como se pode ver na transcrição das conversas entre os astronautas da Apollo 13 e o comando da operação em Houston, Texas:


Tudo bem, a diferença pode parecer pequena, mas no espaço, a centenas de milhares de milhas de altura, o tempo do verbo no presente pode sugerir que o problema ainda teria solução. Quando, na verdade, os astronautas sabiam que a explosão que afetou o módulo de comando e os impediria de pousar na Lua tinha deixado sua nave num estado crítico, sem conserto.

8. “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças

O primeiro indício de que esta frase não é de Darwin é o simples fato de ela não ser encontrada em bons sites sobre evolucionismo. Ela é frequentemente encontrada em sites de autoajuda, juntamente com outras frases motivadoras.

Conforme apontado neste site, aparentemente não é só o público leigo que acaba sendo vítima destes mal entendidos, pois esta frase supostamente consta de uma placa na Academia de Ciências da Califórnia.

Esta frase está entre as seis frases comumente atribuídas a Darwin que ele nunca disse.

Nesta página, os autores desafiaram a quem pudesse explicar a verdadeira origem de alguma delas, o que foi feito por Nick Matzke em 2009. De acordo com Nick em seu blog, esta frase teria sido uma paráfrase escrita pelo professor de Administração e Marketing da Louisiana State University, Leon Megginson.

9. “Deus está morto”


Aqui, o problema não é a frase, mas o conceito atribuído a Nietzsche. O autor de fato diz isso: a frase apareceu pela primeira vez em “A gaia ciência” e está também em sua famosa obra “Assim falou Zaratustra”. Mas as palavras têm sido muito mal interpretadas. Nietzsche não se referia à morte literal de Deus nem à morte de Jesus Cristo, e essa não era uma simples declaração de ateísmo. Logo em seguida, o filósofo completa: “Deus permanece morto! E quem o matou fomos nós!”. Ele queria dizer que a humanidade havia deixado de ter Deus como força ordenadora do mundo e fonte de valores. Com a morte de Deus, ele metaforiza a morte dos valores sagrados para os homens. Assim, eles deixariam de crer em quaisquer valores impostos. 

Esse tipo de mal entendido é comum quando se fala em Nietzsche. “O seu hábito de efetivamente utilizar máximas e aforismos agressivos em seus livros acabou por transformá-lo em um pensador muito citado e pouco compreendido”, explica Gianpaolo. “E suas máximas, mesmo quando citadas corretamente, muitas vezes se perdem: o que para o pensador alemão era sobretudo uma provocação, para muitos se torna uma verdade incontestável e guia para a vida, no mais puro e estilo autoajuda”, completa. 

10. "Recuso-me a acreditar que Deus joga dados com o universo".



Esta frase foi baseada em uma carta enviada por Einstein para Cornelius Lancznos, como citado no livro Albert Einstein, o Lado Humano: "Você é a única pessoa que conheço que tem a mesma atitude que a minha em relação à física: Acredita na compreensão da realidade através de algo basicamente simples e unificado... Parece difícil olhar as cartas de Deus. Mas que Ele joga dados e usa métodos 'telepáticos', é algo em que não consigo acreditar". A frase existe, mas a versão que ficou famosa na Internet foi adaptada de uma carta particular.


Bônus: Cinematográfico"Luke, I am your father"

Casos de paternidade desconhecida são sempre cheios de emoção – que o diga Luke Skywalker. Não bastasse a revelação bombástica na antológica cena de Star Wars Episódio V: O Império Contra-Ataca, o filme ainda nos reserva uma outra surpresa: na sequência reveladora, Darth Vader não disse exatamente “Luke, I am your father”, como todo mundo gosta de citar. A frase correta é “No, I am your father”. Assista novamente e tire a prova.

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter