Select Menu
» » » » 10 das farsas mais famosas envolvendo extraterrestres
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Ah! os fatos sobre alienígenas! Não há como negar que adoramos entrar em discussões sobre eles e sua existência. Há quem acredite, contando com a teoria de que é bobagem pensar que estamos sozinhos no universo. Mas há quem não creia de jeito nenhum que exista vida extraterrestre. Cada um tem as suas crenças e liberdade de pensar o que quiser sobre isso.

Porém, no decorrer das décadas, principalmente a partir dos anos 1940, muita gente se aproveitou da hipótese de existir seres de outros planetas para lançar ao mundo diversas farsas sobre eles e sobre o avistamento de OVNIs, a fim de conquistar fama, dinheiro e muita polêmica.

No entanto, mesmo quando uma farsa foi provada por ser uma fraude, nem todo mundo escutou. Alguns crédulos permanecem fiéis para o resto de suas vidas, não importando o quão improváveis sejam tais acontecimentos inventados.

A marca cultural criada por um boato é exemplificada nas dez mais famosas farsas envolvendo alienígenas e OVNIS das últimas décadas, de acordo com o site List Verse.


10. A farsa desmascarada de Michael Shermer - 2007


Em 2007, Michael Shermer, editor da revista Skeptic, divulgou um vídeo curto detalhando sua investigação sobre o quão fácil é criar fotos falsas de OVNIs. Ele pegou discos voadores feitos por várias crianças, que utilizaram materiais simples como tampas plásticas, cola e tinta prateada. Em seguida, fez elas mesmas fotografarem as suas criações, pendurando os objetos em linha de pesca em um cenário de céu cinzento.

Apesar de não serem feitas por profissionais, a linha de pesca não estava visível e as imagens não foram esfumadas. Quando Shermer mostrou as fotos para o público em um estande, alguns eram céticos e alguns acreditavam que eram reais.

Porém, quando ele lhes contava que as fotos eram falsas, algo interessante acontecia. Quase todo mundo parecia decepcionado com a realidade, sendo que muitos não se conformaram e alegaram acreditar fortemente em OVNIs, como se a aceitação das evidências pudesse demonstrar fraqueza pessoal.

9. Imagens de seres extraterrestres – de 1960 até hoje


















Nos anos 1950 e 1960, veio a tendência cultural americana não só de avistamentos de discos voadores, mas de contatos com os seus ocupantes. A farsa em massa se espalhou por todo o país e as pessoas lutavam para se tornarem o centro das atenções.

A cara de pau das pessoas era tamanha que um homem chamado R.E. Harrison II tirou fotos de uma imagem da tela da sua televisão e alegou que era de um alien em sua porta.

Porém, o mais polêmico exemplo de farsa sobre alien na época foi um vídeo feito por Ray Santilli que dizia ser da autópsia de um ser extraterrestre. Nas imagens, um suposto ser de aparência humanoide, com olhos e cabeça grandes, é mostrado em uma mesa, parcialmente decomposto.

O filme voltou aos holofotes quando foi disponibilizado na década de noventa. Porém, Santilli decepcionou os crentes na vida alienígena em 2006, quando admitiu que o vídeo era falso. Mas ele tentou amenizar a decepção dos crédulos, dizendo que as imagens mostravam a reconstituição de uma autópsia alienígena verdadeira. De qualquer forma, a criatura vista no vídeo não era um ET de verdade.


8. Tabloides sensacionalistas – de 1950 até hoje


O Brasil possui alguns tabloides sensacionalistas. Mas, nos Estados Unidos e Inglaterra, o negócio é bem mais forte e lucrativo, é claro. Por lá, esses tabloides, como o Weekly World News (EUA) têm noticiado fraudes e mais fraudes de forma totalmente descarada para conseguir audiência.
Felizmente, para o público mais equilibrado, quase ninguém dá bola para escândalos intitulados dessa forma: "Bíblia alienígena é traduzida," "Russos abatem OVNI", "Aliens roubaram o meu rosto", "Faíscas de OVNI causam incêndio florestal," e "Mulher japonesa casa com extraterrestre".  
Porém, sem dúvida, alguém, em algum lugar, acredita nesse tipo de notícia e, por isso, esses tabloides são considerados totalmente da ordem dos farsantes. Mesmo que a maioria das pessoas que compra esses jornais só faça isso por pura diversão e para dar muita risada, essas publicações se mantêm afirmando que é tudo verdade.  
7. A Guerra dos Mundos - 1938



Para o Dia das Bruxas de 1938, Orson Welles dirigiu uma peça de rádio inspirada na história “Guerra dos Mundos” de H.G. Wells, o clássico sobre uma violenta invasão alienígena (e que virou até filme em 1953 e depois em 2005).

Porém, para gerar mais suspense, o programa foi anunciado na rádio de forma diferente, como um boletim de notícias urgente, que avisava sobre uma suposta invasão alienígena. O resultado foi pânico geral no público, que realmente acreditou na notícia e saiu às ruas em desespero, fugindo de suas casas para salvar suas vidas.

O ar de tensão criado pela Segunda Guerra Mundial recebeu apenas parte do crédito para o tumulto, em que cerca de dois milhões de pessoas estavam convencidas de que a “Guerra dos Mundos” era mesmo uma notícia real ao invés de uma obra de ficção. O mal-entendido aconteceu porque muitas pessoas sintonizaram na hora em que falava da invasão sem ouvir a parte em que diziam que era uma história fictícia, pois a rádio de fato avisou.

Mesmo assim, muitos entraram em pânico e, por isso, esse acontecimento ficou marcado como uma farsa, meio sem querer, mas ficou, principalmente na memória de quem o presenciou.


6. A seita do “Portão do céu”– de 1975 a 1997




As discussões sobre o Apocalipse e o consequente encontro dos seres humanos com os extraterrestres permeavam a seita fundada pelo maluco Marshall Applewhite por volta de 1975. Batizada de “Heaven’s Gate” (Portão do Céu), a seita era liderada por Marshall e sua esposa, Bonnie Nettles, sendo que ambos pregavam ideias de que a Terra estava inundada de seres “luciferianos” e que eles precisavam deixar o planeta.
Mesmo após a morte de Bonnie, em 1985, Marshall continuou com a seita e, em 1997, ele conseguiu convencer 38 seguidores fiéis a cometer suicídio simultaneamente, de modo que suas almas pudessem “pegar uma carona” em uma nave alienígena que seguia atrás do cometa Hale Bopp, que pode ser observado claramente da Terra a olho nu naquele ano.
Marshall também se suicidou com os seus seguidores. Mas, não é preciso nem dizer que a nave alienígena que supostamente seguia atrás do cometa nunca existiu, ou, pelo menos, nunca foi realmente observada.
5. Vídeo de OVNIS que se tornou viral – 2007



Você provavelmente assistiu ao vídeo acima em 2007 ou nos anos seguintes. Provavelmente, você também ficou impressionado com a veracidade de tais imagens que mostram uma suposta visita de um grupo de naves alienígenas ao Haiti.

Com o advento de fácil acesso aos softwares de alta qualidade de renderização 3D, o público levou as falsificações de observações de OVNIs a um novo nível. Os avistamentos com provas em vídeo de forma convincente e detalhada passaram a ser uma constante na Grã-Bretanha, Estados Unidos e, especialmente, no Haiti.

A filmagem dos OVNIs no Haiti vista acima, que ficou muito popular no Youtube, foi supostamente gravada em agosto de 2007 por turistas da região que teriam se surpreendido com tal fenômeno.

Em uma inspeção mais detalhada, você pode conferir que o vídeo é mesmo uma farsa. Por exemplo, cada palmeira mostrada é exatamente a mesma. E as naves também foram criadas por programas em 3D, assim como todo e qualquer movimento, incluindo a paisagem de fundo.

O criador do vídeo, conhecido online como "Barzolff81”, declarou publicamente que usou um programa chamado "Vue 6 Infinite” para fabricar as filmagens por pura diversão.

4. Roswell e Área 51 – 1947


De acordo com o governo dos Estados Unidos, um balão meteorológico secreto caiu em Roswell, Novo México, em julho de 1947. Os militares recolheram rapidamente o material após civis descobri-los, apresentando-os para a cobertura de notícias mais tarde. O que foi mostrado pela notícia era, sem dúvida, um balão meteorológico.

No entanto, testemunhas afirmaram que o que caiu foi algo completamente diferente: uma nave espacial. Os boatos que se espalharam eram de que o que restou da nave e seus ocupantes mortos foram levados para a Área 51, um base militar secreta, em Nevada, para armazenamento e experiências.

Após esse acontecimento, muitos filmes, livros e programas de televisão se aproveitaram do fato para criar histórias em cima dele e, é claro, lucrar com isso. Mas, enquanto o governo norte-americano teria mil razões para manter tudo em segredo, a indústria turística de Roswell tinha motivos de sobra para manter as pessoas acreditando. Afinal, até hoje, a cidade recebe milhares de visitantes atrás do local onde a suposta nave caiu.


3. Imagens com efeito granulado de discos voadores – de 1947 até hoje



Hoje em dia, até uma calota de carro arremessada no ar pode se transformar em um disco voador com programas de edição de imagens. Um botão velho no chão pode se tornar um verdadeiro OVNI que caiu na Terra.

No entanto, existem imagens que não são possíveis de comprovar que são falsas, mesmo sendo: o efeito granulado adicionado nelas evita que até mesmo os especialistas obtenham respostas definitivas quanto ao que é verdadeiro ou falso.


2. Os círculos nas plantações – de 1976 até hoje











Em 1975, um casal de ingleses pegaram algumas tábuas, uma corda e algumas medidas em um campo, e, depois de algumas tentativas separadas, convenceram os moradores de sua região de que algo completamente antinatural estaria invadindo as suas plantações e deixando estranhas marcas.

Sem uma confissão humana, era natural que o povo curioso relacionasse os grandes e misteriosos padrões com os OVNIs, os quais muitas pessoas afirmaram ter visto voando naquela área de vez em quando. Porém, no momento em que os verdadeiros produtores dos círculos admitiram os seus atos em 1996, quase ninguém deu crédito.

Não importava se os círculos podiam ser facilmente criados com ferramentas comuns ou se algumas pessoas mostraram exatamente como eles eram feitos: os entusiastas estavam determinados em suas convicções e continuavam a acreditar que os desenhos nas plantações eram trabalho de extraterrestres. E essa crença continua até hoje para muita gente.


1. Cientologia - de 1952 até hoje
















Para muitos, a cientologia pode ser considerada a maior fraude alienígena de todos os tempos. L. Ron Hubbard, um famoso, mas medíocre escritor de ficção científica, criou um sistema de autoajuda mirando pessoas vulneráveis, oferecendo-lhes a salvação espiritual. E ele conseguiu.

Os seguidores da Cientologia chamam-na de uma religião. Mas o que ela tem a ver com alienígenas? Assim que se entra na comunidade cientológica, o indivíduo passa por uma lavagem cerebral (um tipo de “limpeza”), ficando vulnerável o suficiente para alcançar um alto nível de devoção e sendo informado sobre a história de Xenu.

Segundo a tal história, Xenu era um senhor da guerra intergaláctica que, há bilhões de anos, planejou o genocídio de milhares de extraterrestres. Em seguida, uma espécie alienígena inteira foi jogada dentro de um vulcão na Terra e (essa parte é incrível) “filmes” sobre guerras e religiões humanas foram mostrados para os seus fantasmas.

Esses fantasmas então se tornaram thetans, que são as ditas almas humanas. De acordo com a crença da Cientologia, os thetans causam todos os males humanos, fixando-se ao nosso subconsciente e transferindo todos os seus problemas para nós. Dessa forma, a Cientologia, é claro, é a solução para tudo isso.

Apesar de muitos líderes da Igreja da Cientologia afirmarem que ela é uma religião genuína que tem sido deturpada e caluniada, muita gente acredita que ela seja uma verdadeira farsa, talvez a mais bem-sucedida. Uma curiosidade: o ator Tom Cruise é um fervoroso seguidor dessa crença, assim como John Travolta e outras celebridades.


 ------------------------
| Fonte: List Verse |

 ------------------------

......................

Autor Michael Nascimento

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter