Select Menu
» » » Confirmado: Sonda Philae faz pouso histórico no cometa 67/P-CG
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

ESA Cientistas comemoram Philae Landing on Cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko
Os membros da ESA no Centro Europeu de Operações Espaciais da ESA em Darmstadt, Alemanha, comemoram o pouso de sonda Philae em Cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko, 12 de novembro de 2014.
Hoje (12 de novembro de 2014) ocorreu um feito histórico nas missões espaciais: pela primeira vez na história um objeto feito pelo homem pousou em um cometa.

A sonda Philae da Agência Espacial Europeia lançada da nave espacial Rosetta, após pousar com segurança no cometa, rapidamente disparou seus arpões no alvo gelada para ancorar-se na paisagem estranha. O desembarque terminou depois do que alguns cientistas haviam apelidado de "sete horas de terror" - o tempo que levou Philae para descer de Rosetta que está há 510 milhões de quilômetros) da Terra.

As pessoas começaram seabraçando, gritando e comemorando assim que os controladores da missão tiveram a confirmação de que o veículo tocou com sucesso sobre a superfície do cometa. Funcionários da ESA confirmaram que a nave fez seu pouso suave no cometa em um pouco depois das 11 horas EST (14:00h horário de Brasília)

"Estamos vendo a Philae sentada na estrada", disse Andrea Accomazzo, diretora de vôo da Rosetta, após a confirmação do desembarque. "Nós definitivamente confirmamos que a sonda está na superfície." 


This photo from the Philae lander shows ESA's Rosetta spacecraft as seen from the lander during its descent to a comet's surface on Nov. 12, 2014.
Esta foto da Philae mostra a sonda Rosetta da ESA como vista da lander durante sua descida à superfície do cometa em 12 de novembro de 2014.
A missão Rosetta ajudará os cientistas a aprenderem mais sobre os misteriosos e gelados cometas que vagueiam desde a aurora dos sistemas solares há bilhões de anos atrás. Algumas pesquisas também sugerem que os cometas poderiam ser responsáveis ​​por trazer água para a Terra no início da história do planeta, o que nos levaria a encontrar pistas para a origem da vida na Terra.

10 instrumentos de Philae irão monitorar o cometa 67P / CG na superfície, enquanto a Rosetta orbitará o cometa, investigando-o de cima. 


Link permanente da imagem incorporada
Rosetta da ESA enviou esta imagem da Philae enquanto descia em direção Cometa 67P-CG em 12 de novembro de 2014. Esta imagem foi tomada no zoom máximo.

O longo caminho para um cometa

Tem sido uma longa estrada até a chegada na superfície do cometa de Philae. A missão Rosetta lançada em direção Cometa 67P/CG em 2004, viajou cerca de 4 bilhões de milhas através do sistema solar antes de chegar ao cometa em agosto. Desde então, as duas espaçonaves foram aquecendo seus instrumentos e se preparando para o pouso, aprendendo a voar em órbita ao redor do cometa em forma de estranhamente.


O núcleo do Cometa 67P / CG é muito diferente do que os controladores da missão na Terra que seria. Enquanto os pesquisadores esperavam encontrar um semi-círculo, objeto em forma regular, eles em vez disso encontrou um cometa de aparência estranha com um "corpo", uma "cabeça" e um "pescoço". Philae está estacionado na cabeça do cometa.


Embora o cometa parece ser bastante estável neste momento, é possível que ele possa romper-se, uma vez que voa mais perto do sol. Os cometas são extremamente imprevisíveis, e 67P / CG não é uma exceção, de acordo com o cientista do projeto Rosetta Matt Taylor.

PS: Os nomes Philae, Rosetta e do local de pouso, Agilkia foram todos nomeados em um tema egípcio similar. Rosetta é nomeado após a Pedra de Roseta, um artefato que ajudou os arqueólogos traduzirem os hieróglifos egípcios antigos. Philae é um obelisco encontrado em uma ilha de mesmo nome no rio Nilo, e Agilkia é nomeado para outra ilha no Nilo.

Parabéns à equipe da ESA e da missão Philae!
Agora nos resta esperar os dados coletados.

Fonte: Space.com

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter