Select Menu
» » » » » Retrospectiva espacial 2014
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

De acidentes trágicos até o aumento das cápsulas, 2014 se tornou um ano muito importante para os vôos espaciais. 

Humanidade viu uma sonda no rosto de um cometa, pela primeira vez, enquanto a Virgin Galactic sofrera uma tragédia. Isso tornou-se agridoce os 12 meses do ano, para pessoas que pretendem ir ao espaço.

Aqui estão as mais importantes histórias voo espacial de Space.com de 2014:

1 - Orion estréia cápsula da NASA


NASA lançou com sucesso um teste não tripulado de sua nave espacial Orion, construída para levar pela primeira vez seres humanos para destinos no espaço profundo, como Marte ou um asteroide. A cápsula espacial - projetada para transportar quatro astronautas - é a primeira nave espacial construída pela NASA para levar seres humanos ao planeta vermelho, eventualmente.

Orion orbitou a Terra duas vezes durante o seu teste aproximadamente 4,5 horas no início de dezembro. O voo foi projetado para ajudar os engenheiros testarem os principais sistemas a bordo da nave espacial que poderia ser necessário durante eventuais missões tripuladas. A cápsula atingiu uma altitude de cerca de 3.600 milhas (5.793 km), marcando a primeira vez que uma nave espacial NASA construída para os seres humanos a fazer uma órbita baixa da Terra em mais de 40 anos.

2 - Foguete privado explode após a decolagem em Virginia

Um foguete privado carregando uma cápsula abastecido com suprimentos para a Estação Espacial Internacional explodiu logo após a decolagem em outubro 28. A explosão do foguete Antares no Wallops Voo Facility da NASA em Virginia marcou o primeiro grande acidente em programa de carga comercial da NASA.

O foguete Orbital Sciences Corp.- destruiu a nave espacial de carga robótica Cygnus com destino à estação espacial. Ela está agora no processo de substituição dos motores russos utilizados para alimentar a primeira fase do Antares antes de ser lançada novamente. Funcionários ainda estão investigando a causa exata da explosão, mas os especialistas acham que o problema ocorreu na motores AJ26.

3 - SpaceShipTwo tragédia da Virgin Galactic


O Virgin Galactic sofreu um acidente trágico em voo espacial em 2014. O avião espacial da empresa de comercio espacial chamada SpaceShipTwo desintegrou com dois pilotos a bordo durante um voo de teste. O piloto de testes Michael Alsbury morreu durante o acidente, mas Peter Siebold sobreviveu. O protótipo de avião espacial foi destruído no acidente no deserto de Mojave, na Califórnia.

O National Transportation Safety Board está investigando a causa da tragédia. Os resultados iniciais do inquérito mostram que as asas do emplumado navio, movendo-se em uma posição para baixo para criar arrasto, muito cedo. Esta pode ter sido a causa do ofício quebrando.

Virgin Galactic já vendeu mais de 700 ingressos para os entusiastas do espaço para voar a bordo da nave SpaceShipTwo desde quando começou as operações comerciais. Os ingressos atualmente  estão sendo vendido por US $ 250.000.

4 - Philae  aterriza em um cometa


Os seres humanos aterrizaram uma sonda robótica no rosto de um cometa pela primeira vez este ano. Sonda Rosetta da Agência Espacial Europeia (ESA) deixou cair sua lander Philae sobre a superfície do cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko em 12 de  novembro. A máquina de lander ricocheteou na superfície duas vezes pois seus arpões não conseguiram implantar-se antes de chegar a seu lugar de destino final, na sombra de um penhasco no cometa.

Funcionários europeus ainda estão usando o Rosetta para caçar um ponto de pouso da Philae. O pequeno lander com vigas, retornou com  alguns dados da superfície do cometa antes de ficar em silêncio depois de alguns dias, devido às condições ruins da luz solar em seu local de pouso. As autoridades esperam que Philae acorde  novamente se as condições de luz solar melhorarem a medida que  o cometa fizer o seu caminho em torno do sol no próximo ano.


5- SpaceX e  Boeing aproveitados como táxis espaciais




NASA tem aproveitado as companhias de voos espaciais privados Boeing e SpaceX para começar a lançar astronautas americanos para a Estação Espacial Internacional em 2017. A agência espacial atribuiu o seu contrato de tripulação comercial muito aguardado para as duas empresas este ano, abrindo caminho para pioneiro nos Estados Unidos- o lançamento de voos para a estação espacial desde o fim do programa de ônibus espaciais da NASA em 2011.

SpaceX, Boeing, Sierra Nevada Corp e Blue Origin tinham sido todos convocados para trabalhar em direção a um contrato de tripulação comercial com a NASA. Funcionários da Agência, em última análise, selecionaram duas empresas, concedendo U$ 2,6 bilhões para SpaceX e 4,2 trilhões de dólares americanos para a Boeing, permitindo-lhes continuar no programa. Os astronautas que trabalham na estação espacial vão realizar uma série de caminhadas espaciais para preparar o posto avançado de órbita para a chegada dos ofícios comerciais esperados em 2017.



Ambas as cápsulas espaciais  CST-100 da Boeing e equipe de transporte de Dragão V2 da SpaceX podem conter até sete astronautas.

6 -Índia começa a Marte em órbita




A sonda espacial Mars Mission Orbiter da agência espacial indiana  chegou a Marte este ano, fazendo com que a Índia seja apenas a quarta agência do planeta colocar uma nave espacial em órbita em torno do planeta vermelho. O ofício Mangalyaan (sânscrito para "Mars Craft"), lançado ao espaço em novembro de 2013, mas chegou em órbita em torno de Marte, em setembro de 2014.

Mangalyaan é mais uma demonstração da tecnologia da agência espacial indiana. A missão de 74000000$ carrega uma câmera e outros instrumentos concebidos para estudar a superfície e atmosfera de Marte. A sonda também tem vigas de volta algumas imagens incríveis do planeta vermelho, mostrando todo o corpo cósmico dentro do quadro da foto.

NASA, a Agência Espacial Europeia e da antiga União Soviética também ter colocado com sucesso nave espacial em órbita ao redor do planeta. A missão da Mangalyaan está prevista para durar até cerca de 10 meses.

7- Um temerário faz um salto incrível a partir da borda do espaço


Um executivo do Google quebrou o recorde para da maior altitude em outubro 24. Alan Eustace, vice-presidente sênior do Google, saltou de volta para a Terra a partir de mais de 25 milhas (40 quilômetros) acima do Novo México, quebrando o recorde anterior estabelecido por Felix Baumgartner, em 2012, como parte da "Salto espacial" da Red Bull Stratos. A equipe estratosférico (STRATEX) da Paragon Espaço Development Corp. montaram o salto em outubro deste ano.

Eustace usava um terno pressurizado para o salto a partir da borda do espaço. O pára-quedista experiente quebrou a barreira do som durante o seu salto, alcançando Mach 1,23 em sua velocidade mais rápida. Alegadamente, os membros da equipe de Eustace no chão ouviu um estrondo sônico quando o paraquedista quebrou a barreira do som.

Salto de Eustace a partir da borda do espaço foi uma surpresa. Ao contrário do desafio Red Bull, dois anos antes, Eustace não divulgou o evento amplamente, e só lançou um comunicado à imprensa anunciando o salto bem sucedido depois de ter sido concluída.


8 - À Lua novamente


A lua tem sido um lugar ocupado por sondas espaciais em 2014. A China lançou com sucesso seu primeiro lander e rover à Lua em 2013, mas a Chang'e-3 lander e Yutu rover começou com tudo este ano. O pouso e operação da missão Chang'e-3 na lua marcou a primeira vez que uma nave espacial pousou com sucesso na superfície lunar em 37 anos. 


9- Sonda New Horizons desperta e vai em direção à Plutão


New Horizons se aproximando de Plutao
Depois de nove anos e uma viagem de quase 5 bilhões de quilômetros, a sonda robótica New Horizons da NASA despertou de sua hibernação, preparando-se para sobrevoar Plutão e outros corpos celestes no Cinturão de Kuiper.

Dia 07 de dezembro, um despertador pré-configurado tirou a New Horizons de seu modo de hibernação. Devido à extrema distância, a NASA só recebeu a confirmação seis horas depois que isso aconteceu.

10 - Satélite-Sino brasileiro é lançado com sucesso em órbita

CBERS-4 (2)
Satélite sino-brasileiro foi lançado as 7 da manhã do domingo, 07 de dezembro de 2014, com sucesso e já orbita a Terra: o mais novo satélite do programa CBERS, uma parceria entre Brasil e China, foi lançado com sucesso no início de dezembro, e nos ajudará muito lá do alto. (CBERS/INPE).

O CBERS-4 entrou em órbita doze minutos após o lançamento, a 778 km de altitude, conforme previsto. Ele foi levado por um foguete chinês que decolou da base de Taiyuan, no norte da China. Este é o 200º lançamento de satélite do país asiático (e o 188º bem-sucedido), desde quando seu programa espacial começou na década de 70.
O satélite possui quatro câmeras – duas brasileiras, duas chinesas – que terão muitas finalidades,como explica a agência EFE:
Este novo aparelho é, como o anterior, também projetado para fotografar, rastrear e registrar atividades agrícolas, desmatamento das florestas, mudanças na vegetação, recursos hídricos e expansão urbana com uma resolução muito superior à dos satélites anteriores…
Fonte: Space.com, Gizmodo

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter