Select Menu
» » » » » Fatos e curiosidades sobre Saturno
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Composição




















Sendo um gigante gasoso, Saturno é composto principalmente por hélio e hidrogênio — além de metano, amônia, etano e outros elementos em menores quantidades —, e é o planeta com a menor densidade do Sistema Solar. Seu núcleo é entre 10 e 20 vezes mais massivo do que o núcleo da Terra, e, aparentemente, além de quente e sólido, ele é composto por ferro e material rochoso.

Esse primeiro núcleo parece estar envolto por um segundo composto provavelmente por água, metano e amônia, que, por sua vez, é coberto por uma camada de hidrogênio metálico líquido altamente comprimido seguida por uma área de hélio e hidrogênio viscoso que, próxima à superfície de Saturno, se torna gasosa e se mistura à atmosfera do planeta.



Algumas peculiaridades















Você já reparou que Saturno parece contar com diversas bandas em sua superfície? Dê uma espiadinha na imagem acima e veja sobre o que estamos falando. Então, essas “listras” douradas são provocadas por ventos extremamente rápidos — que chegam a alcançar 1,8 mil quilômetros por hora na altura do equador — de suas camadas atmosféricas mais altas combinados com o calor que sobe a partir do interior do planeta.

Além disso, depois de Júpiter, Saturno é o planeta que gira mais depressa em todo o Sistema Solar, completando uma revolução a cada 10,5 horas. Como consequência disso, esse gigante gasoso conta com os polos mais achatados e o equador mais largo — mais precisamente, a circunferência em seu equador é 13 mil quilômetros maior do que a circunferência medida a partir dos polos!


Outra característica curiosa de Saturno é um hexágono colossal que foi descoberto há cerca de duas décadas circulando sobre o polo norte do planeta, conforme você pode ver na imagem acima. Essa estranha anomalia conta com 25 mil quilômetros de diâmetro e tem tamanho suficiente para que pudéssemos colocar quatro Terras dentro dela, e essa formação se estende por 100 quilômetros atmosfera abaixo. Os astrônomos não sabem o que causa essa peculiaridade.

Luas













Saturno conta com ao menos 62 luas, sendo que a maior delas é Titan — que é um pouco maior do que o planeta Mercúrio e é a segunda maior lua do Sistema Solar, ficando atrás apenas de Ganimedes, o principal satélite natural de Júpiter. Titan conta com uma densa atmosfera rica em nitrogênio parecida com a que os cientistas acreditam que cobria o nosso planeta em seus primórdios, e ela é 10 vezes mais extensa do que a da Terra.

Outra curiosidade é que nem todas as luas de Saturno apresentam formato esférico, como é o caso de Atlas e Pan, que se parecem com discos voadores. Além disso, o planeta conta com outros satélites esquisitinhos, como Enceladus, que expele água e outros elementos através de seus mais de 100 gêiseres, e Iapetus, que, além de contar com um polo branco como neve e o outro preto feito carvão, sofre com avalanches gigantescas.





Na verdade, Saturno tem um sistema de satélites pra lá de complexo, pois, além desses que mencionamos — que pertencem aos 62 conhecidos —, os cientistas já identificaram centenas de outras luas menores que se formam e são destruídas constantemente ao redor do planeta.



Os extraordinários anéis






Saturno apresenta um sistema de anéis compostos por bilhões de pedacinhos de rocha e gelo que os cientistas acreditam ser fragmentos de asteroides, cometas e luas. Essas partículas variam desde o tamanho de um grão de areia até o de casas inteiras, e o maior dos anéis tem um diâmetro 200 vezes superior ao do próprio planeta. No entanto, apesar de se estenderem por distâncias absurdas, esses aros contam com espessuras que não ultrapassam 10 a 20 metros.

E você sabia que os anéis têm nomes? Pois é! Eles geralmente são batizados alfabeticamente e na ordem em que são descobertos. Assim, a partir de Saturno em direção ao espaço, os principais anéis são o C, o B e o A, por exemplo, e o mais interno e menos visível é o D. Já o F é composto por diversos aneizinhos estreitos e, devido a pequenas imperfeições e curvaturas presentes neles, temos a impressão de que esse anel é todo trançado.


Mais curiosidades:

• Saturno é o nome romano para o deus Cronos, o senhor dos Titãs na mitologia grega;

• Por conta disso, a maioria de suas mais de 60 luas foi batizada com os nomes de titãs e de seus descendentes;

"Saturno devorando seu filho", de Peter Paul Rubens

• Saturno é o planeta mais distante da Terra que ainda é visível a olho nu, mas seus famosos anéis somente podem ser observados através de telescópios;
• A primeira pessoa a observar os anéis de Saturno foi Galileu Galilei em 1610, embora a imagem que ele viu através de seu telescópio tenha sido parecida com uma esfera com um par de alças laterais;

• Apesar de outros planetas do Sistema Solar também contarem com anéis — como Urano, Júpiter e Netuno —, os de Saturno são, sem dúvida, os mais espetaculares;

• Comentamos no início da matéria que Saturno é o planeta menos denso do Sistema Solar, você se lembra? Pois ele é o único dos nossos vizinhos que é menos denso do que a água e, se fosse possível colocá-lo dentro de uma piscina gigante, Saturno flutuaria;
Seu nome deu origem à palavra “saturday”, que, como você sabe, significa sábado em inglês;

Imagem da NASA que mostra uma monstruosa tempestade em Saturno

• Cada ano no planeta equivale a aproximadamente 30 anos aqui na Terra. Anualmente — nos referimos aos anos saturnianos! —, ocorrem por lá tempestades gigantescas capazes de alterar as temperaturas e os ventos da atmosfera;

• O campo magnético de Saturno é 578 vezes mais poderoso do que o da Terra;

• Assim como ocorre em outros planetas, em Saturno também é possível observar auroras boreais e austrais, provocadas pelas partículas provenientes do Sol;

• Saturno se encontra a 1.426.725.400 quilômetros de distância do Sol, enquanto a Terra se situa a 149.600.000 quilômetros.


Fonte(s) Space.com, Universe Today/Fraser Cain, Planet Facts, Mega Curioso, Space Facts, NASA, AstronomyOnline.org

......................

Autor Michael Nascimento

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter