Select Menu
» » » » Stephen Hawking dá um ultimato à humanidade: viver no espaço ou morrer aqui
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Os seres humanos deverão viver no espaço dentro de 1.000 anos, ou irão morrer aqui, alertou Stephen Hawking.

"Temos de continuar a ir para o espaço em prol do futuro da humanidade," disse o cosmólogo. "Acho que não vamos sobreviver a outros 1.000 anos sem escapar além do nosso frágil planeta." 

Hawking emitiu o aviso durante uma das duas palestras na Sydney Opera House. Ele abordou as multidões com ingressos esgotados no local usando a tecnologia holográfica, que ele costumava falar de seu escritório de Cambridge.

No final da palestra, Hawking incentivou seu público para "Olhe para cima, para as estrelas e não para baixo, para os seus pés". 

"Tente achar sentido no que você vê e se pergunte sobre o que faz o Universo existir", disse ele. "Seja curioso, e, por mais difícil que a vida possa parecer, há sempre algo que você pode fazer e ser bem sucedido. O importante é não desistir." 

Stephen Hawking tem repetidamente alertado para o perigo que a humanidade se encontra, como resultado o aumento da inteligência artificial e os perigos da barbárie e agressão humana.

Em fevereiro, ele disse que os humanos deveriam colonizar outros planetas como "seguro de vida" para a espécie e poderia ser a única maneira de assegurar que a sobrevivência da humanidade.

Algumas pessoas do público ainda encontraram tempo para perguntar ao professor sobre o "efeito cosmológico da saída do Zayn da banda One Direction e, consequentemente, quebrou os corações de milhões de adolescentes em todo o mundo". Hawking acalmou as fãs, dizendo-lhes que, em um universo paralelo, Zayn foi um membro da banda — e que em outro, ele era casado com a mulher. 

No final da conversa, Hawking referencia a Star Trek dizendo "Teletransporte-me, Scootie!" Depois disso, sua imagem criada digitalmente — feita com duas câmeras que o filmaram, logo depois processaram o vídeo e exibiram na tecnologia especial na casa da ópera — e então desapareceu. 


Imagem do Holograma de Stephen Hawking no Sidney Opera House.

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter