Select Menu
» » » » O que havia antes do Sistema Solar?
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga


O sistema solar está velho, como uma antiga máquina de Fax ou um videocassete, 4,6 bilhões de anos para ser mais específico. E essa idade não é nada comparada com o Universo. Ele tem em torno de 13,8 bilhões de anos e 100 milhões. Isso significa que o Universo é três vezes mais velho que o sistema solar.

Os astrônomos pensam que a Via Láctea tem cerca de 13,2 bilhões anos de idade; quase tão antiga quanto o próprio universo. Ela formou-se quando pequenas galáxias anãs se fundiram para criar a grande espiral que conhecemos hoje. Acontece que a Via Láctea tem cerca de 8,6 bilhões anos de tempo sem explicação. Bilhões e bilhões de anos fazendo todos os tipos de travessuras antes do sistema solar aparecer para manter um olho nas coisas.

Nossa galáxia gira a cada 220 milhões de anos e tem feito isto 60 vezes na sua totalidade de tempo. Ao que parece, redemoinhos misturaram o material como um liquidificador de espaço gigante. Nuvens de gás e poeira se reúnem em grande regiões de formação de estrela, estrelas massivas formam supernovas, e então os aglomerados foram rasgados novamente, produzindo as estrelas na Via Láctea. Isto acontece nos braços espirais da galáxia, onde as áreas de maior densidade geram regiões de formação estelar.

Então vamos voltar no tempo a mais de 4,6 bilhões de anos, antes que houvesse uma Terra, um Sol ou até mesmo um Sistema Solar. Toda a nossa região era gás e poeira, provavelmente dentro de um dos braços espirais. Quer saber como é que era? Algumas das suas fotos favoritas do telescópio Hubble devem ajudar.

Orion, águia e a nebulosa da tarântula. Estas são regiões de formação de estrelas. São nuvens de hidrogênio remanescentes do Big Bang, com pó gasto por estrelas envelhecidas e semeado com elementos mais pesados, formados por supernovas.

Depois de alguns milhões de anos, as regiões de maior densidade começaram formando estrelas, grandes e pequenas. Vamos dar uma olhada em uma nebulosa de formação de estrelas novamente. Você pode ver laços escuros? Eles são estrelas recém formadas rodeadas por gás e poeira no berçário estelar.

Você está vendo muitas, muitas estrelas, algumas são enormes monstros, outras são como o nosso Sol e outras, são anãs vermelhas menores. A maioria acabará tendo planetas ao seu redor – e talvez, eventualmente a vida? Mas, onde estão todas aquelas outras estrelas?

Por que me sinto tão sozinha? Onde estão todos os nossos irmãos e irmãs? Onde estão todas as outras coisas que estão nesta foto? Cadê as minhas coisas?
What was here before the solar system?
Nebulosa de Órion. Crédito da imagem: Vasco Soeiro

Aparentemente a natureza odeia um quarto bagunçado e um aconchegante ninho estelar. A nebulosa que fez o Sol foi absorvida por estrelas, ou encantada com os poderosos ventos estelares das estrelas maiores. Eventualmente, eles limparam a nebulosa, como ventiladores soprando um quarto empoeirado.

Na melhor das hipóteses, nossa nebulosa solar parecia a nebulosa da águia, depois de milhões de anos, pareceu mais como o Aglomerado de estrelas Plêiades, com estrelas brilhantes, rodeadas por nebulosidade. Foi a força gravitacional da Via Láctea que rasgou os membros do nosso berçário solar em uma estrutura como o Aglomerado de Hyades. Finalmente, interações gravitacionais destruíram nosso aglomerado, e nossas estrelas irmãs ficaram perdidas para sempre nos braços agitados da Via Láctea.

Nós nunca saberemos exatamente o que estava aqui antes que do sistema solar; essa prova há muito tempo foi desintegrada no espaço. Mas podemos ver outros lugares na Via Láctea que nos dão uma ideia aproximada do que poderia parecer nos vários estágios de sua evolução.

What was here before the solar system?
Nebulosa da Tarântula. Créditos: ESO
Traduzido e adaptado de: Phys

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter