Select Menu
» » » » Assista ao vivo: Chuva de meteoros Perseidas
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Mês de agosto já iniciou e com ele vêm muitos dos mais aguardados eventos astronômicos, como a "Super Lua", esse mês temos uma das chuvas de meteoros mais aguardadas pelos astrônomos amadores: As Perseidas. 

O pico de atividade das Perseidas desse ano acontecerá nos dias 12 e 13 de agosto. Esta chuva é considerada pelos astrônomos amadores a mais espetacular do ano. Espera-se que no Brasil, poderão serem vistos em média, 50 meteoros por hora, porém esse número decresce uma vez que quanto mais ao norte você estiver, melhor será a visualização pois a chuva é proveniente de uma constelação boreal (Perseu), ou seja, se você estiver no céu do Norte e Nordeste, ela fica visível uma boa parte, enquanto no Sul, apenas na linha do horizonte. 

O melhor horário para visualizar os meteoros é entre as 23:00h do dia 12/08 até as 03:00h do dia 13/08. 

Apesar do brilho da Lua crescente deste fim de semana, os astrônomos ainda poderão ver alguns meteoros da Perseidas. As melhores noites para procurar os meteoros serão esta semana. Isso porque a Lua estará ajustando no início da noite, deixando um céu sem lua antes do amanhecer para observar meteoros. Ou seja, o melhor horário para observar na madrugada, antes do amanhecer. Os meteoros  serão menos frequentes, porque são bem menos meteoros do que seu pico que ocorrerá horas depois, mas o céu sem lua mais escuro irá torná-los mais fáceis de ver.

Origem das chuva de meteoros Perseidas

Você pode realmente ver os meteoros qualquer noite do ano. Por causa do movimento da Terra em torno do Sol, eles são mais freqüentes após a meia-noite local. Eles também são mais freqüentes quando a Terra está passando por fluxos de detritos deixados pela passagem de um cometa, a chamada chuva de meteoros.

No caso das Perseidas, a Terra atravessa os detritos deixados para trás pelo cometa 109P / Swift-Tuttle cada ano em meados de agosto, dando origem  às vezes à deslumbrante chuva de meteoros Perseidas, assim chamado porque as "estrelas cadentes" aparecem tem seu ponto radiante na constelação de Perseus. 

O Cometa 109P/Swift-Tuttle faz uma órbita completa do Sol a cada 133 anos e claro. Ele foi descoberto em 1862, e observado novamente em 1992. 

Assista ao vivo aqui:

  Broadcast live streaming video on Ustream

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter