Select Menu
» » » » » Os 6 planetas alienígenas mais parecidos com a Terra
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Descobrir a primeira verdadeira "Terra 2.0" é um sonho de longa data para os astrônomos - e as descobertas de exoplanetas recentes sugerem que seu sonho se tornará realidade em um futuro não muito distante.

Representação artística de vários exoplanetas que poderiam ser como o nosso. Da esquerda para a direita: Kepler-22b, Kepler-69c, Kepler-452b, Kepler-62f e Kepler-186F. A Terra está na extrema direita. Crédito: NASA / Ames / JPL-Caltech



Os cientistas já descobriram cerca de 2.000 planetas alienígenas (exoplanetas). O  primeiro desses mundo, orbitando uma estrela como o Sol, foi confirmado em 1995. Mais de metade destas descobertas foram feitas por telescópio espacial Kepler, da NASA, que foi lançado em 2009 com a missão de determinar como os planetas como a Terra estão em toda a galáxia da Via Láctea.

Observações de Kepler têm mostrado que pequenos mundos rochosos como o nosso são abundantes na galáxia, e alguns deles podem ser capazes de acolher a vida como a conhecemos.

Para se qualificar como potencialmente favorável à vida, um planeta deve ser relativamente pequeno (e, portanto, rochoso) e órbitar na "zona habitável" de sua estrela, que é vagamente definida como um local onde a água pode existir na forma líquida na superfície de um mundo. Quando a tecnologia do telescópio é melhorada, outros fatores serão considerados, bem como, composição atmosférica do planeta e quão ativa é sua estrela-mãe.


Enquanto a Terra 2.0 permanece indefinida, a Nasa fez uma lista de planetas conhecidos que ela considera serem os análogos mais próximos ao nosso planeta natal:

Gliese 667Cc

Este exoplaneta, que fica a apenas 22 anos-luz da Terra, tem pelo menos 4,5 vezes a massa da Terra, e os pesquisadores não tem certeza se é ou não é rochoso. Gliese 667Cc completa uma órbita em torno de sua estrela-mãe em apenas 28 dias, mas que a estrela é uma anã vermelha consideravelmente mais fria do que o Sol, de modo que o exoplaneta é pensado para estar na zona habitável.

No entanto, Gliese 667Cc - que foi descoberto com o telescópio de 3,6 metros do Observatório Europeu do Sul no Chile - pode orbitar perto o suficiente para ser cozido pelo fogo da anã vermelha.


Dos 1.030 planetas confirmados descobertos pelo Kepler da NASA, uma dúzia tem ao menos de duas vezes o tamanho da Terra e residem na zona habitável de suas estrelas hospedeiras. Neste diagrama, os tamanhos dos exoplanetas são representados pelo tamanho de cada esfera. Crédito: NASA / Ames / JPL-Caltech


Kepler-22b

Kepler-22b encontra-se a 600 anos-luz de distância. Foi o primeiro planeta encontrado na zona habitável de sua estrela-mãe, mas o mundo é consideravelmente maior que a Terra - cerca de 2,4 vezes o tamanho do nosso planeta. Não está claro se este planeta "super-Terra" é rochoso, líquido ou gasoso. Sua órbita tem 290 dias de duração.

Kepler-69c

Kepler-69c, está a cerca de 2.700 anos-luz de distância, e é cerca de 70 por cento maior que a Terra. Então, mais uma vez, os pesquisadores não tem certeza sobre a sua composição.

O planeta completa uma órbita a cada 242 dias, tornando a sua posição dentro do seu sistema solar comparável à de Vénus dentro nosso. No entanto, a estrela hospedeira de Kepler-69c é 80 por cento tão luminosa quanto o Sol, de modo que o planeta parece estar na zona habitável.

Kepler-62f

Este planeta é cerca de 40 por cento maior que a Terra e orbita uma estrela muito mais fria do que o nosso Sol. Sua órbita é de 267 dias, que no entanto, coloca Kepler-62f diretamente dentro da zona habitável.

O sistema Kepler-62 fica a cerca de 1.200 anos-luz de distância.

Kepler-186F

Este planeta é, no máximo, 10 por cento maior que a Terra, e também parece residir na zona habitável de sua estrela, embora no limite exterior da zona; Kepler-186F recebe apenas um terço da energia da sua estrela do que a Terra recebe a partir de o Sol.


Estrela-mãe de Kepler-186F é uma anã vermelha, de modo que o mundo alienígena não é um verdadeiro gêmeo da Terra. O planeta fica a cerca de 500 anos-luz da Terra.

Kepler-452b

Este mundo, cuja descoberta foi anunciada no mês passado, é o planeta mais parecido com a Terra encontrado até agora, dizem os oficiais da os oficiais da NASA dizem. Sua estrela-mãe é muito semelhante ao nosso sol, e o planeta orbita na zona habitável. Com 1,6 vezes o tamanho da Terra, Kepler-452b tem a "melhor das chances" de ser rochoso, disseram seus descobridores. Kepler-452b fica a 1.400 anos-luz da Terra.

Terra (para comparação)


Apesar do nome, do nosso planeta  tem 70 por cento da sua superfície coberta com água. A Terra orbita uma estrela de meia-idade chamado o Sol, que tem cerca de 4,5 bilhões de anos e é esperado para colocar para fora uma quantidade consistente de energia para vários bilhões de anos mais.

Traduzido e adaptado de Space

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter