Select Menu
» » » » » Ondas gravitacionais finalmente foram detectadas, segundo novos rumores
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Esta semana, um boato se espalhou de que o maior observatório de ondas gravitacionais do mundo capturou a primeira brisa de seu principal objeto de estudo.
As ondas gravitacionais são ondulações no espaço-tempo produzidas por corpos maciços acelerando através do espaço, como pares de estrelas de nêutrons que orbitam uma a outra ou a fusão de dois buracos negros.
Elas foram previstas como parte da relatividade geral de Einstein um século atrás, mas ainda têm de serem vistas diretamente. Encontrá-las confirmaria a parte final de sua teoria, e também dar-nos uma nova maneira de ver o universo, o que nos permite sondar objetos distantes que poderiam estarem negros ou obscurecidos por poeira interestelar.
O Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory (LIGO) procurou tais sinais durante 2002-2010 mas, sem sucesso. Seu sucessor mais sensível, o Advanced LIGO ou Aligo, começou a coletar dados em 18 de setembro.
Avistamento fresco
Cerca de uma semana depois, o cosmólogo Lawrence Krauss, da Universidade Estadual do Arizona twittou um boato de que o detector já tinha pego um sinal.
Agora Krauss afirma que o rumor original foi confirmado por uma fonte independente.
"Fique atento!", Ele twittou. "As ondas gravitacionais podem ter sido descobertoas !! Emocionante."
Fora do Twitter, no entanto, Krauss foi mais cauteloso. O sinal pode ter sido falso, deliberadamente injetado nos dados para testar o equipamento de detecção. "Disseram-me que isto não era isso" disse Krauss ao New Scientist. Sua fonte diz que a colaboração LIGO está escrevendo um artigo sobre o possível achado. "Isso sugere que não é um sinal falso - mas quem sabe com certeza"
A palavra oficial da equipe LIGO é que eles ainda estão analisando os dados da primeira corrida, que deveria terminar em 12 de janeiro. "Leva tempo para analisar, interpretar e avaliar os resultados", disse a porta-voz Gabriela González na Universidade Estadual de Louisiana. "Esperamos ter notícias sobre os resultados de execução nos próximos meses."
"Usaremos algo que não seja um boato quando tivermos uma contribuição para o debate!", acrescenta David Shoemaker no Massachusetts Institute of Technology.

Mais informações: 
  1. http://www.nature.com/news/gravitational-wave-rumours-in-overdrive-1.19161
  2. http://phys.org/news/2016-01-gravitational-rumors-ripple-science-world.html
  3. https://www.newscientist.com/article/dn28754-new-rumours-that-gravitational-waves-have-finally-been-detected/



......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter