Select Menu
» » » » » Marte estará maior e mais brilhante hoje: assista ao vivo
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Neste domingo, 22 de maio, Marte estará em oposição e no próximo dia 30, o planeta estará em sua maior aproximação desde agosto de 2003. Uma ótima oportunidade para ver nosso vizinho vermelho com mais detalhes a olho nu ou por telescópio.


A mais bela imagem de marte feita até hoje por um telescópio. Nesse caso, feita pelo Hubble Space Telescope, de 2400 mm

Astrônomos amadores de todo o mundo se preparam para observar o planeta Marte próximo de sua oposição (Está em uma posição exatamente oposta ao Sol, observado da Terra). Neste momento em sua órbita, Marte nasce no leste logo depois do pôr do sol, tornando-se visível no nosso céu a noite inteira. Algumas oposições são mais favoráveis do que os outras porque Marte está mais perto do Sol (e, portanto, da Terra). A oposição de Marte de 2016 ocorre exatamente às 08:10 da manhã, horário de Brasília, porém, evidentemente, só a noite poderemos observar os efeitos visuais dessa oposição.

O que é uma oposição?

Como todos os planetas no nosso sistema solar, Terra e Marte orbitam o sol. Mas a Terra está mais próxima do sol e, portanto, ela corre ao longo de sua órbita mais rapidamente. A Terra faz duas viagens ao redor do Sol em aproximadamente a mesma quantidade de tempo que Marte leva para fazer uma viagem. Às vezes os dois planetas estão em lados opostos do Sol, muito distante, e outras vezes, a Terra alcança seu vizinho e passa relativamente perto dele.


O ponto de maior aproximação entre a Terra e Marte ocorre oito dias depois da oposição. Às 06h34m do dia 30 de maio, Marte encontrar-se-a a 0,5 unidade astronômica, ou 75.280.000 km, da Terra. A maior aproximação marca a data quando o diâmetro de Marte for de 18,6" (lê-se 18,6 segundos de arco). Este tamanho é quase 7" menor do que quando o planeta vermelho estava em seu ponto mais próximo na história recente em agosto de 2003, mas é maior do que em qualquer oposição desde 2005.

A data de oposição também marca o momento que Marte parece mais brilhante. Este ano, o planeta brilha com magnitude 2.1. Em termos leigos, Marte deslumbram-nos com um brilho 20 vezes maior do que a estrela supergigante vermelha Antares (Alpha [α] Scorpii) com magnitude 1 que ficará nas proximidades. Curiosamente, a palavra Antares significa "rival de Marte". Isto se refere a cor similar dos dois objetos, mas somente em determinados momentos. Quando o planeta estiver tão brilhante quanto será este mês, sua tonalidade é mais perto de laranja-branco do que do vermelho.

Para os observadores do Hemisfério Sul, existem más notícias: Marte se encontrará na constelação Escorpião na sua oposição e em Libra em sua maior aproximação. Isto significa que Marte não vai aparecer alto no céu para observadores desta região. Na verdade, a declinação do planeta na oposição será –21 ° 39'. Para um observador no 40° de latitude norte, Marte vai subir uma escassa 28° acima do horizonte Sul. Para nós, do hemisfério Sul, não teremos problemas, já que a declinação do planeta estará bem alto no céu, e sua declinação não será tão intensa.

ASYMO0516_02_wm
Embora seu tamanho seja menor, a distância e o tamanho do planeta estará mais próxima do que no ano de 2832, por exemplo.

Quando as oposições ocorrem?

As oposições de Marte acontecem a cada 26 meses. A Cada 15 ou 17 anos, a oposição ocorre dentro de algumas semanas do seu periélio (o ponto em sua órbita quando está mais próximo do sol). Este ano, a oposição de Marte ocorre em 22 de maio de 2016.

Uma oposição pode ocorrer em qualquer lugar ao longo da órbita de Marte. Quando isso acontece enquanto o planeta vermelho é mais próximo do sol (chamado de "oposição periélica"), Marte está particularmente perto da terra. Se a Terra e Marte tivessem órbitas perfeitamente estáveis, então cada oposição periélica traria os dois planetas tão perto quanto poderiam estar. 

Mas mais uma vez, a natureza lança em algumas complicações. A gravidade puxa os planetas constantemente e muda a forma de suas orbita. O gigante Júpiter influencia especialmente a órbita de Marte. Além disso, as órbitas da Terra e Marte não seguem o mesmo plano. Os caminhos dos planetas em torno do sol são ligeiramente inclinados em relação uns aos outros.


An illustration of the relative 'tilt' in the orbits of Earth and Mars
Ilustração revela como são as órbitas de Marte e a Terra.

Então, com todos estes fatores adicionados, algumas oposições periélicas nos aproximam mais do que outras. A oposição de 2003 foi a maior aproximação em quase 60.000 anos!


Órbita de Marte é mais elíptica que a terra, então a diferença entre o periélio e afélio é maior. Ao longo dos últimos séculos, a órbita de Marte foi ficando mais e mais alongada, carregando o planeta ainda mais perto do Sol no periélio e ainda mais longe no afélio. Então futuras oposições periélicas vão trazer a Terra e Marte mais perto ainda. Mas ainda teremos de se gabar por algum tempo. Nosso recorde de 2003 permanecerá até 28 de agosto de 2287.

Com que telescópio eu posso observar Marte?

Astrônomos amadores geralmente se perguntam com qual telescópio pode-se observar Marte com detalhes. Abaixo estão algumas simulações de como o planeta Marte é visto através de telescópios de 60mm a 300mm com aberturas, sob condições de observação diferentes. 


Com um telescópio de 4'' (quatro polegadas), você já consegue ver alguns detalhes. Além disso, evidentemente, as condições climáticas também são essenciais para qualquer astrônomo. 

Bons céus a todos e uma ótima observação. Não esqueçam de nos mandar fotos!

Assista a transmissão ao vivo, direto do Observatório Slooh nas Ilhas Canárias:


......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter