Select Menu
» » » » » Primeiro contato com alienígenas só acontecerá daqui a 1.500 anos, estimam especialistas
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Aliens podem ser medíocres como terráqueos, o que poderia explicar por que a humanidade não ouviu ainda civilizações avançadas. Se a vida neste planeta se desenvolve a um ritmo médio, em vez de um ritmo excepcionalmente lento, então a vida extraterrestre provavelmente seguiu um caminho similar.












Considerando as distâncias da galáxia e o primeiro sinal enviado daqui da Terra - que não chegou nem a 80 anos-luz, e, levando em conta que a vida em outros planetas na galáxia deve ter começado na mesma época em todos os lugares, nosso primeiro contato será tão tarde quanto 1500 anos no futuro. Eles também poderão nos encontrar no mesmo tempo, se estiverem evoluído tecnologicamente assim como nós. Crédito: NASA / JPL

Como a humanidade, civilizações médias sequer arranharam a superfície da comunicação galáctica, por isso, os seres humanos não devem começar a se preocupar se estão sozinhos por 1.500 anos ou mais.


"Comunicar-se com qualquer um, requer um esforço incrivelmente lento e de longo-duração," disse Evan Solomonides numa conferência de imprensa em 14 de junho na reunião de verão da Sociedade Astronômica Americana, em San Diego, Califórnia. Solomonides é um estudante de graduação na Universidade de Cornell, em Nova York, que trabalhou com o rádio astrônomo Yervant Terzian para explorar o mistério do Paradoxo de Fermi: Se a vida é abundante no universo, prossegue o argumento, eles já deveriam ter contatado a Terra, mas ainda não há nenhum sinal definitivo de tal interação. 

Solomonides disse o enorme tamanho da galáxia explica o silêncio.

"O espaço é muito grande. É preciso um longo tempo para chegar a qualquer pessoa, mesmo com a velocidade da luz", disse ele.

Espaço Silencioso

Quando Enrico Fermi formulou o seu paradoxo homônimo na década de 1950, os planetas em torno de outras estrelas eram apenas hipotéticos. Hoje, os cientistas suspeitam que quase todas os sóis tem pelo menos um, se não mais mundos, aumentando dramaticamente as chances da vida ter evoluído em todo o universo. No entanto, para algumas pessoas, a falta de um cumprimento de outra civilização sugere que a vida pode não ser tão comum, afinal.

Solomonides aplicou o princípio da mediocridade - a ideia de que os atributos da Terra provavelmente são tão comuns quanto no resto do universo, ao invés de incomuns - ao paradoxo de Fermi. Os cientistas pensam que a Terra é um planeta medíocre em torno de uma estrela medíocre, orbitando em um lugar medíocre dentro de uma galáxia medíocre.

"Não há nada remotamente especial sobre o nosso lugar no universo, ou mesmo na galáxia", disse Solomonides.

A transmissão dos Jogos Olímpicos de 1936 em Berlin foi o primeiro sinal de rádio forte o suficiente para deixar a Terra. Viajando à velocidade da luz, este programa é a ponta de uma bolha de transmissões enviadas para do espaço da Terra. Mas esse sinal conseguiu viajar apenas 80 anos-luz do planeta. 

Solomonides disse que é improvável que a vida avançada em outros lugares do universo tenha surgido muito antes da vida na Terra. Isso porque corpos como os dos seres humanos exigem uma mistura de elementos pesados ​​produzidos ao longo dos tempos de vida das estrelas, e leva várias gerações de formação de estrelas para produzir as quantidades necessárias. Como resultado, civilizações capazes de comunicar-se por toda a galáxia não devem ter começado muito antes do que na Terra.

Partindo do pressuposto de que a vida e a tecnologia na Terra devem ter evoluído a um ritmo relativamente médio, não significativamente mais rápido ou mais lento do que para outras civilizações, Solomonides calculou a abrangência da comunicação que a vida iria produzir em toda a galáxia. Ele descobriu que, a partir de hoje, apenas cerca de um décimo de 1 por cento da Via Láctea seria coberto por sinais. Com esses números, é provável que a Terra não vá ouvir outras formas de vida por mais 1.500 anos.

"Pode haver vida em toda a galáxia, e nós ainda não conhecemos", disse Solomonides.

De fato, "se tivéssemos sido contatados por uma outra civilização, isso seria realmente especial."

Isso não significa que a humanidade deva parar de procurar por sinais ou cortar emissões, disse Solomonides. Em vez disso, os seres humanos devem manter a radiodifusão e a escuta, a fim de evitar perder a chance histórica do contato, disse ele. As pessoas simplesmente não devem esperar resultados a qualquer momento no futuro próximo.

Mesmo que, nos próximos 2.000 anos, os seres humanos ainda não ouvirem outras formas de vida, não significará que a vida não exista por toda a galáxia, disse Solomonides. Ele ressaltou que a comunicação requer a evolução da vida avançada; a vida molecular não vai enviar sinais, e por isso não é considerada na busca de inteligência extraterrestre. Outros cientistas sugeriram vida alienígena pode ter evoluído, mas depois morreu.

Outra possibilidade é que civilizações avançadas não estão dispostas a responder, porque elas preferem evitar o contacto. Afinal, Solomnides disse, a primeira transmissão da Terra foi no discurso de Adolf Hitler nas Olimpíadas de Berlim.

Traduzido e adaptado de Space.com

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter