Select Menu
» » » Quão Grande é o Espaço?
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga


No quesito “grandes perguntas”, não há uma maior do que à despeito do tamanho do espaço. Do melhor conhecimento dos astrônomos, o espaço é infinito. Não podemos observar uma pequena porção de todo o universo. Nós só somos capazes de ver uma ínfima parte de astros luminosos distantes cuja luz chegou até nós. O que torna a questão difícil é o fato de que o Universo ainda está em franca expansão; portanto, fica cada vez maior à medida em que conversamos.


O Universo Observável (medido pela radiação cósmica de fundo) têm 13,7 bilhões de anos. Isso pode fazer você pensar que o raio do espaço possui 14 bilhões de anos-luz. Isto mais do que provavelmente não é verdade. É difícil quantificar a taxa de expansão do espaço, desde seu início até agora. Temos de considerar sua distância e movimento. A estimativa atual mais citada é de que o Cosmos têm um raio de 78 bilhões de anos-luz. Menos do que isso e a luz teria tido tempo suficiente para circunavegar o universo. Na verdade, ninguém têm uma pista definitiva.

Vamos tentar trazer alguma matemática simples para colocar tudo isso em perspectiva. Em um ano-luz, a luz vai viajar 9,46 trilhões de quilômetros. Multiplique isso pela idade do Universo. Vejamos: são 9,46 trilhões de km multiplicado por 14 bilhões de anos. Isso equivale ao número 1.3244e+23! Bem, eu chamei isso de matemática simples, mas, obviamente, eu não estava falando sério. Esse cálculo vai muito, muito além.

Os astrônomos aprendem mais a cada dia. Ao passo de que os telescópios são aprimorados, cada vez mais capazes de observar o espaço profundo, podemos ver objetos muitos anos-luz além. De fato, o que sabemos sobre quão grande é o espaço não será nada comparado ao que saberemos daqui a 50 anos, bem como nada sabíamos cinquenta anos atrás.


Para mais informações sobre o espaço, o melhor a se procurar é no site oficial da NASA (só clicar aqui). Também recomendo que você aproveite o site do Telescópio Espacial Hubble.

* Artigo em parceria com o portal Acervo Ciência.
Se você gostou do conteúdo, curta a nossa página no Facebook. Todo apoio é bem-vindo!

......................

Autor Gabriel Pietro

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter