Select Menu
» » » » » » » 1 bilhão de estrelas mapeadas: o mais detalhado mapa da via-láctea é revelado
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

A Agência Espacial Europeia (ESA) acaba de lançar o mapa mais preciso e detalhado da Via Láctea nunca antes visto, que mapeou a posição no espaço de mais de 1,1 bilhões de estrelas em nossa galáxia.

Uma nova imagem de estrelas na Via Láctea e galáxias vizinhas do telescópio Gaia após 14 meses de varredura do céu. As listras e outros artefatos irá gradualmente desaparecer à medida que mais varreduras serão feitas durante a missão de cinco anos.

O mapa 3D representa a primeira divulgação de dados registrados pela ESA e o Observatório Espacial Gaia, que foi lançado em 2013 e começou a esquadrinhar o céu em julho de 2014. Em seus primeiros 14 meses de operação, Gaia fixou precisamente a posição precisa de cerca de 1,142 bilhões de estrelas.

Ok, então esse número é totalmente inconcebível, mas só para lhe dar um sentido do progresso que estamos fazendo aqui, esta nova astrometria contém quase 20 vezes tantas estrelas quanto o catálogo celestial definitivo anterior, traçado pelo satélite Hipparcos da ESA, que operou entre 1989 e 1993.

Entre as 1,142 bilhão de estrelas que agora podemos saber  a posição no espaço, cerca de 400 milhões delas eram até então desconhecidas pelos cientistas, o que significa que a Via Láctea é um lugar ainda maior do que se pensava que era.

Em outras palavras, a compreensão da humanidade de nossa própria vizinhança cósmica acabou de ter um enorme salto. Se acontecer de você se perder na Via Láctea, este é o mapa que você deve utilizar a partir de agora.

"O belo mapa que estamos publicando hoje mostra a densidade de estrelas medidas por Gaia por todo o céu, e confirma os dados coletados foram excelentes durante o seu primeiro ano de operações", disse o cientista do projeto Gaia, Timo Prusti .

"Embora os dados atuais sejam preliminares, queríamos torná-los disponíveis para a comunidade astronômica para usar o mais rápido possível."

O supervisionamento do fluxo de dados brutos de Gaia em mais de um bilhão de estrelas - e a segurança que as posições estelares e brilhos gravados  são precisas - envolveu os esforços de cerca de 450 cientistas europeus e engenheiros de software.

E todo esse esforço não basta dizer-nos sobre a posição no espaço dessas 1,142 bilhão de estrelas. Ao comparar observações de Gaia com o dados de dois mapas estelares anteriores - o Hipparcos e Tycho-2 - os cientistas foram capazes de estimar distâncias e movimentos de cerca de 2 milhões de estrelas, dando-nos uma visão sem precedentes do movimento físico de estrelas através da galáxia.

O maior alcance dos telescópios de Gaia também significa que podemos ver ainda mais no espaço.

A sonda - localizada a cerca de 1,5 milhão de quilômetros (932,000 milhas) de distância da Terra - possui uma câmera de 1 bilhão de pixels, e é capaz de medir o diâmetro de um cabelo humano a 1.000 quilômetros de distância.

Este olhar intenso está dando resultados, e significa que agora podemos capturar aglomerados estelares anteriormente escondidos de nossa vista.

"Com o Hipparcos, só podemos analisar a estrutura 3D e a dinâmica de estrelas no Hyades, o aglomerado aberto mais próximo do Sol, e medir distâncias para cerca de 80 grupos de até 1.600 anos-luz de nós", disse Antonella Vallenari do Istituto Nazionale di Astrofísica (INAF) na Itália.

"Mas, com os primeiros dados de Gaia,  agora é possível medir as distâncias e movimentos de estrelas em cerca de 400 grupos de até 4.800 anos-luz de distância."

Talvez a coisa mais interessante sobre tudo isso é que Gaia está apenas começando. Esses padrões listrados como impressões digitais cósmicas no mapa acima são artefatos de varreduras iniciais da sonda, e vão desaparecer no tempo a medida que observações adicionais forem tomadas.

Missão global de Gaia terá a duração de cinco anos, e foi originalmente esperada para catalogar 1 bilhão de estrelas. Os cientistas da ESA já superaram isso, obviamente - mas embora a plotagem de 1,142 bilhão de estrelas é uma grande conquista, ainda estamos apenas arranhando a superfície, uma vez que esse valor representa apenas cerca de 1 por cento das conservadoras estimativa de 100 bilhões de estrelas dentro da Via Láctea .

Enquanto Gaia for capaz de examinar todas estas estrelas em sua missão no prazo de 5 anos, os cientistas estão agora revendo suas expectativas de quantas estrelas ela vai encontrar, uma vez que eles já eclipsaram o seu objectivo inicial.

"Poderemos medir entre 2-2,5 bilhões de estrelas." disse Piso van Leeuwen, da Universidade de Cambridge, no Reino Unido.

É um grande novo alvo, mas dado o quanto a ESA já alcançou com esta sonda, quem somos nós para duvidar deles? Uma coisa é certa: a nossa compreensão da galáxia e de que nós somos uma parte está aumentando a um ritmo rápido, e para os amantes da ciência e do espaço, é um momento emocionante.

"Gaia está na vanguarda da astrometria, mapeando o céu em precisões que nunca foram alcançadas antes", disse o diretor científico da ESA, Álvaro Giménez.

"O lançamento de hoje nos dá uma primeira impressão dos dados extraordinários que nos esperam e que vão revolucionar a nossa compreensão de como as estrelas são distribuídas e se movem através de nossa galáxia."

Quinze estudos com base na pesquisa Gaia serão publicado em uma edição especial próxima na Astronomy & Astrophysics .

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter