Select Menu

_______________
» » » » » » » Ajude a NASA a encontrar o mítico Planeta Nove no conforto do seu sofá
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Desde janeiro do ano passado,  evidências de um planeta misterioso e enorme à espreita na borda do nosso Sistema Solar foram achadas. E os astrônomos querem sua ajuda para encontrá-lo.

Ninguém realmente encontrou este chamado "Planeta Nine" por enquanto, mas os pesquisadores têm mostrado que algo está puxando os objetos do cinturão de Kuiper de uma forma que não pode ser explicado pelos oito planetas que conhecemos.

O candidato que melhor se adapta os modelos é um nono planeta evasivo que leva até 20.000 anos para orbitar o Sol, e é 10 vezes mais massivo que a Terra.
Você pensaria que algo tão grande seria fácil de detectar, mas a equipe que primeiro trabalhou no caso da existência do Planeta Nove disse que o misterioso mundo é tão distante, que pode estar facilmente escondido na nossa vista.
As melhores estimativas sugerem que o planeta está a cerca de 149 bilhões de km (92,6 biliões de milhas) do Sol - ou 75 vezes mais distantes do que o ex-planeta Plutão.
"Se ele existir, o Planeta 9 pode será grande - talvez 10 vezes a massa da Terra, mas orbitando além do Cinturão de Kuiper", disse o astrônomo Adam Schneider, da Universidade Estadual do Arizona, que é parte de um novo projeto de ciência cidadã para caçar o planeta.
"No entanto, deve ser extremamente difícil de encontrá-lo."
Devido a isso, os astrônomos estão voltando-se para o público para pedir ajuda, o lançamento de um novo projeto de ciência cidadã chamado  Backyard-Worlds: Planeta 9 ou Mundos de Quintal: Planeta 9.
A melhor parte é, você pode participar sem ter que sair do seu sofá. 
O projeto pede para que amantes da ciência busquem, através de breves vídeos e animações, feitos a partir de imagens captadas pelo telescópio de campo amplo Wise-Field Infrared Survey Explorer (WISE) para ver se existem quaisquer vestígios de Planeta Nove.
Os filmes destacam os objetos que estavam gradualmente se movendo através do céu, e eles precisam de sua ajuda para descobrir se alguns deles poderiam ser o misterioso planeta Nove - ou qualquer outra coisa que está escondida entre a borda do nosso Sistema Solar e a estrela mais próxima de nós.
A NASA já usa computadores de pesquisas automatizados nestas essas regiões do espaço em busca de novos objetos, mas pode facilmente perder coisas devido a todo o ruído de fundo.
"Há pouco mais de quatro anos-luz entre Netuno e Proxima Centauri, a estrela mais próxima, e grande parte desse vasto território é inexplorada", disse o principal pesquisador por trás do projeto, Marc Kuchner, a partir do NASA Goddard Space Flight Center.
"Como há tão pouca luz solar, até mesmo grandes objetos nessa região brilham em luz visível. Mas, ao observar objetos no infravermelho, o WISE talvez possa ter capturado imagens que de outra forma seriam despercebidas".
"As pessoas que se juntam no Backyard-worlds procuram trazer uma habilidade única para a pesquisa: a capacidade humana de reconhecer o movimento", acrescenta Schneider.
Mas não é apenas um planeta reescrito que você pode encontrar nas filmagens. Os astrônomos também estão à procura de vestígios de anãs marrons, objetos misteriosos de pouca massa que estão na faixa entre um planeta gigante e uma estrela de pequeno porte.
Esses objetos emitem muito pouca luz em comprimentos de onda visíveis, mas brilham com radiação infravermelha, o que significa que eles podem ser apanhados pelos dados do WISE. 
"As anãs castanhas são um pouco misteriosas", disse Schneider. "Elas têm massas de menos de 80 vezes maior que a de Júpiter, porque esse é o ponto em que começa a fusão nuclear e um objeto torna-se, por definição, uma estrela." 
Mas agora, não há limite real para o quão pequena uma anã marrom poderia ser, e é por isso que precisamos encontrar mais delas para ter uma melhor ideia de como elas funcionam.
"Se encontrarmos uma que for, digamos, cinco vezes a massa de Júpiter e estiver orbitando uma estrela, nós diríamos que é um planeta", explicou Schneider. "Mas um objeto idêntico também poderia estar flutuando livremente no espaço, solto a qualquer estrela, e nós diríamos que é uma anã marrom."
Nas imagens abaixo, você pode ver uma anã marrom anteriormente conhecido como um ponto laranja movendo-se através do canto superior esquerdo da imagem.
backyardworldsflipbook3

Este é o tipo de imagens que cientistas cidadãos serão convidados a analisar, à procura de outros objetos em movimento.
E se você também participar, você poderia estar no centro de uma das maiores descobertas no século 21.
"Backyard-Worlds: Planet 9 tem o potencial para desbloquear todas as descobertas do século de uma só vez, e é emocionante pensar que estas coisas poderão ser vistas pela primeira vez por um cientista cidadão", disse o membro da equipe, Aaron Meisner, da Universidade da Califórnia, Berkeley.
Outros especialistas são menos otimistas sobre as perspectivas de encontrar Planeta Nove.
"Eu não acho que eles vão encontrar o Planeta Nove - assim como eu não acho que ele exista. Mas há, possivelmente, outras classes de objetos a serem encontrados nos dados do WISE", disse o astrônomo Chris Tinney, da Universidade de Nova Gales do Sul, que não está envolvido no projeto, ao Marcus Strom do  Sydney Morning Herald.
"Se eles acharem algo novo, vai ser muito emocionante."
Você também poderá contribuir com o projeto acessando o site e seguindo um tutorial de como encontrar e marcar os objetos. Quem sabe um leitor de nosso Blog não poderá ser um dos maiores cientistas cidadãos do Século: aquele que descobriu o Planeta Nove!

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter