Select Menu

_______________
» » » » Cometa 41P fará sua maior aproximação com a Terra desde sua descoberta - assista ao vivo
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Um cometa icônico passará próximo à Terra neste fim de semana, à tempo para o Dia da Mentira. Que, reconhecidamente, soa um pouco suspeito, mas nós prometemos que esta definitivamente não é uma brincadeira de primeiro de abril, como o recente bait da luz verde na internet.

O CometA 41P/Tuttle-Giacombini-Kresák aparece junto da galáxia espiral barrada NGC 3198 nesta foto tirada pelo astrofotógrafo Chris Schur em 14 de março. Na época, o cometa verde brilhante, estava a cerca de 16 milhões de milhas da Terra. Este "cometa do dia da mentira" fará sua aproximação mais próxima em 1º de abril, passando dentro de 13.7 milhão milhas (22 milhões de quilômetros) da Terra. NGC 3198, também conhecido como Herschel 146, pode aparecer por perto, mas fica a 47 milhões de anos-luz de distância na constelação da Ursa Maior, Créditos: Chris Schur/www.schursastrophotography.com

O Cometa 41P/ Tuttle-Giacobini-Kresak foi detectado pela primeira vez em 1858, e circunda o Sol a cada 5,5 anos. Este ano, ele estará fazendo o sobrevoo mais próximo da Terra desde a sua descoberta, permitindo-nos captar um vislumbre sem precedentes, uma vez que amplia uma distância muito segura de cerca de 21.200 mil quilômetros (13,2 milhões de milhas).

Isso é uma distância de 0.14AU, ou um pouco mais de um décimo da distância entre a Terra e o Sol.

Astrônomos amadores do hemisfério norte e alguns do hemisfério Sul (na região próxima ao equador) com pequenos telescópios e até mesmo binóculos, terão a chance de ver o cometa a partir de pontos de vista escuros entre o anoitecer e o amanhecer a partir de agora até meados de abril, quando ele atravessar as estrelas das constelações Ursa Maior e Draco.

Mas em 1 de Abril, a visualização será particularmente boa, com o cometa em seu ponto mais próximo à Terra desde a sua descoberta mais de 150 anos atrás.


Localização do cometa nos céus do Nordeste. 

Se você morar mais distante da linha do equador, ou o seu local está em más condições de tempo, não se preocupe, você pode ver o fenômeno ao vivo aqui (ou abaixo) através dos telescópios do Slooh de seus telescópios nas Ilhas Canárias, a partir de Sexta-feira, 31 Março, 9:30 horário de Brasília (sábado 01 de abril, 00:30 UTC).

Então, tá esperando o que para ver? Bem, ao contrário do cometa verde que riscou o céu no início deste ano, o cometa 41P não é particularmente deslumbrante. 

Cometa 41P, como é conhecido, pertence a um grupo de cometas conhecidos como cometas de Júpiter, que foram capturados pela gravidade enorme do planeta, e estão agora em órbita entre o Sol e o gigante gasoso.

Ele também não é particularmente grande - geralmente aparece no céu noturno como um bólido difuso de luz, não mais brilhante do que um objeto de magnitude 8, o que significa que ele é apenas tão visível quanto Netuno no céu noturno, e é aproximadamente 50 vezes demasiado fraco para ser visto com a olho nu.

Bons binóculos ou pequenos telescópios serão necessários para capturá-lo, bem como uma noite escura, limpa e sem lua.

Mas, este ano poderia fornecer uma oportunidade excepcional - os cientistas estão prevendo que o cometa possa sofrer uma explosão dramática em seu brilho a medida que se aproxima do Sol

Isto aconteceu em Maio de 1973, pouco antes do cometa chegar ao periélio - seu ponto mais próximo do Sol.

Inesperadamente, o brilho do cometa subiu 10 magnitudes, o que significava que se tornou 10.000 vezes mais brilhante ao longo de apenas alguns dias, tornando-se visível a olho nu.

"Ninguém sabe ao certo por que o cometa abruptamente queimou em 1973, mas uma análise cuidadosa de abordagens recentes ao Sol em 1995, 2001 e 2006 sugerem que explosões no brilho tendem a ocorrer em torno do tempo que o cometa está passando mais próximo do Sol", explica o astrônomo Joe Rao, do Planetário Hayden, em Nova York, para Space.com.

A boa notícia é que este ano, o periélio ocorre em 12 de abril, apenas um pouco mais de uma semana depois que ele se aproximar da Terra, o que significa que poderia estar na loja para outro evento brilhante.

Quão dramática será, ou se ele vai ocorrer em todos, é uma incógnita.

Em todo caso, vamos ser vê-lo a partir do conforto de nossos sofás graças ao Slooh.

Ademais, a aparição do cometa uma boa desculpa para escapar de toda a loucura da internet no Dia da Mentira, com alguma perspectiva muito necessária sobre a vasta escala do nosso Sistema Solar, e todos os objetos fascinantes que viajam através nele.

Bons céus a todos! 

[Science Alert]

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter