Select Menu
» » » » » Encontraremos vida alienígena em 50 anos, disse o astrofísico Neil deGrasse Tyson
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Este fim de semana passado, Neil deGrasse Tyson postou no  AMA reddit: "Eu sou Neil deGrasse Tyson, o seu astrofísico pessoal."

Naturalmente, com este pedido irresistível, ele recebeu inúmeras perguntas, como esta: "Você acha que nunca iremos fazer contato com organismos complexos dentro dos próximos 50 anos?"


Infelizmente, para aqueles que desejam fazer contato, esta foi a sua resposta:


"Não. Eu acho que eles podem estar muito longe no espaço e possivelmente no tempo. Por complexidade, eu estou presumindo que você quer dizer vida diferente de organismos unicelulares. Vida com pernas, braços, pensamentos, etc. É sobre nossa capacidade de viajar distâncias interestelares. E isso certamente não vai acontecer nos próximos 50 anos. Não na taxa que as coisas estão indo hoje."-NDTyson. Print do Reddit AMA

Paradoxo de Fermi

Há cerca de 100 bilhões de planetas somente na Via Láctea.

Se mesmo uma pequena porcentagem deles sejam habitáveis ​​(e eles devem ser, mesmo usando padrões conservadores), ainda seria uma grande possibilidade para a vida extraterrestre em milhões de planetas e vida inteligente em centenas de milhares desses planetas.

Perante estes fatos, o paradoxo de Fermi pergunta: por que parece que estamos sozinhos?
Uma pesquisa recente da Universidade Nacional Australiana em 2016 sugeriu que a razão pela qual ainda não encontramos vida alienígena é que qualquer forma de vida que possa ter existido em outros planetas morreu. 

Nossa sobrevivência na Terra, então, é devido em grande parte à uma mistura de peculiaridades planetárias e oportunidade. 

O físico Brian Cox acha que não iremos ouvir alienígenas inteligentes tão cedo, pois as formas de vida neste nível tendem a entrar em extinção; destruindo a si mesmos através da criação de mais tecnologias do que eles sua experiência social e política possa gerenciar (isso soa familiar)?

Astrônomos da Cornell parecem estar em consonância com a NdGT, argumentando que, devido à enorme quantidade de tempo que levaria para a vida extraterrestre receber nossos sinais e responderem, poderia levar cerca de 1.500 anos antes de ouvirmos quaisquer vizinhos extraterrestres.

Em um painel sobre a vida extraterrestre, a NASA e representantes do SETI apontaram que a vida alienígena inteligente talvez não tenha mesmo encontrado uma forma de viajar pelo espaço a fim explorar e chegar até nós.

Ou que se o fizerem, eles podem ter uma política semelhante à Primeira Diretriz de Star Trek, onde eles deliberadamente evitam fazer contato com outras civilizações (ou seja, a nossa).

Stephen Hawking caracteriza qualquer primeiro contato como muito perigoso, e salienta que quando Colombo entrou em contato com as populações nativas para as Américas, eles estavam sujeitos a uma cultura dominante que possuía tecnologia superior e uma visão de mundo que os avaliados como inferior - algo que poderia acontecer com a gente.

Douglas Vakoch, o presidente International da METI, sente que quaisquer civilizações capazes de fazer viagens interestelares já estaria sabendo sobre nós, portanto, não devem ser hostis.

No entanto, Tyson estava respondendo à pergunta da nossa capacidade de descobrir a vida em outro lugar, e sua avaliação baseia-se os desafios colocados na forma de viajar distâncias interestelares.

Parece provável que, se progredirmos nas nossas capacidades para viajar através do espaço mais rápido do que ele está prevendo, ele vai estar feliz por ter sido refutado.

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter