Select Menu

_______________

_______________
_______________
» » » » » » Há uma supernova ocorrendo agora em NGC 5643
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Por Alison Klesman | 
Conheça “Bob”, a segunda supernova Tipo Ia na galáxia desde 2013


Racheal Beaton / Carnegie Institution for Science and Andrew Monson

Quando as pessoas ouvem a palavra supernova, eles encaram uma estrela massiva que chega ao fim da sua vida e explode para fora, deixando um remanescente fantasmagórico em seu lugar. Isso é chamado de supernova Tipo II - a espetacular Supernova 1987A, que recentemente celebrou o seu 30º aniversário, foi uma do Tipo II. Alternativamente, uma supernova Tipo Ia ocorre quando uma anã branca, o remanescente de uma estrela semelhante ao Sol, cresce muito após a remoção de uma estrela companheira binária de suas camadas exteriores. Quando a anã branca atinge uma massa crítica, uma reação de fusão fugitiva ocorre no seu núcleo e a estrela explode em uma supernova tipo Ia. Uma supernova desse tipo acaba de ser descoberta em uma galáxia a cerca de 55 milhões de anos-luz de distância.


A supernova que foi anunciada oficialmente através Astronomers Telegram, após um Tweet animado de Rachael Beaton nos Observatórios da Instituição Carnegie para a Ciência, em Pasadena, CA, e ficou conhecida como 2017cbv (embora Beaton tenha a apelidado de Bob), a explosão foi flagrada em NGC 5643, uma galáxia espiral na constelação de Lupus. A área do céu que habita também faz parte da área coberta pelo Carnegie-Irvine Galaxy Survey, um projeto que visa recolher imagens ópticas e em infravermelho próximo de galáxias brilhantes do Hemisfério Sul. NGC 5643 foi também a galáxia da Supernova 2013aa, que ocorreu no início de 2013.

Temos SNe Ia vizinha (D ~ 17 MPC) agora.
Esta é a segunda durante os meus 2,5 anos em @CarnegieAstro pic.twitter.com/BEj82RVfW6
 - Rachael Beaton (@ rareflwr41) 15 de março, 2017

Supernovas Tipo Ia desempenham um papel extremamente importante como degraus da escada de distância astronômica que permite aos astrônomos medirem a distância até galáxias distantes. Eles também desempenham um papel crítico na medição da expansão acelerada do universo. Como elas ocorrem em anãs brancas com exatamente a mesma massa (a massa crítica mencionada anteriormente, ou 1,4 vezes a massa do Sol), supernovas Tipo Ia tem sempre o mesmo brilho, o que significa que os astrônomos podem usá-las como velas padrão. Saber quão brilhante a explosão é em termos de luminosidade absoluta permite aos astrônomos calculem a distância até o objeto com base em quão brilhante ele aparece.

Mas a palavra “exatamente” é talvez um pouco enganadora. Nem todo sistema de estrelas em que uma supernova Tipo Ia ocorre pode ser exatamente o mesmo. Além disso, os eventos no mundo real nem sempre refletem a natureza precisa de cálculos teóricos - algumas anãs brancas podem explodir a uma massa ligeiramente abaixo de 1,4 massas solares, enquanto outras podem crescer um pouco mais do que esse limite antes de explodirem. O fato de que 2017cbv é a segunda supernova Tipo Ia registrada que ocorreu em NGC 5643 é, portanto, extremamente valioso. Ao comparar a distância até a galáxia calculando a partir de cada supernova, os astrônomos podem caracterizar melhor a variância real na magnitude da supernova tipo Ia magnitudes, o que por sua vez irá melhorar a precisão no uso desses eventos para medir distâncias cosmológicas.

[Astronomy Magazine]

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter