Select Menu

_______________

_______________
_______________
» » » » » » Nova evidência revela que horizontes de eventos de buracos negros supermassivos são reais
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Os cientistas descobriram novas evidências que apoiam a ideia de que a matéria desaparece completamente quando cai num buraco negro supermassivo, sugerindo que Einstein estava certo sobre esses vazios insaciáveis à espreita em todo o Universo.


Os resultados mostram que os horizontes de eventos dos buracos negros  - as barreiras invisíveis além do qual nada pode escapar da intensa atração das singularidades gravitacionais - são bastante reais, ou seja, quando algo cai em um buraco negro, ele é "engolido" por inteiro, e não se choca contra uma superfície dura.

"Nosso ponto inteiro aqui é transformar essa ideia de um horizonte de eventos em uma ciência experimental, e descobrir se horizontes de eventos realmente existem ou não", diz o astrofísico Pawan Kumar , da Universidade do Texas em Austin.

"Nossa motivação não é tanto para estabelecer que há uma superfície dura, mas a empurrar a fronteira do conhecimento e encontrar provas concretas de que realmente, há um horizonte de eventos em torno de buracos negros."

Enquanto buracos negros supermassivos são pensadas para existir no centro da maioria das galáxias, os cientistas também especulam que os fenômenos que ocupam estes centros galácticos - às vezes chamados de objetos maciços centrais - poderia, de facto, superfícies duras.


Se fosse esse o caso, a ideia é que as galáxias podem conter um objeto supermassivo que não é um buraco negro, e que tem conseguido evitar o colapso em uma singularidade  - um espaço com, literalmente, densidade infinita.


Queima intensa após um esmagamento supermassivo. Crédito: Mark A. Garlick / CfA



"Dada a taxa de estrelas caindo em buracos negros e  a densidade do número de buracos negros no Universo próximo, calculamos quantas tais estrelas deveriam ter sido detectadas pelo telescópio Pan-STARRS  durante um período de operação de 3,5 anos", explica um dos membros da equipe, Wenbin Lu.

Com base nos cálculos, a equipe esperava encontrar mais de 10 exemplos que poderiam ter sido produzidos por uma estrela colidindo com um objeto supermassivo - mas em última análise os dados  do Pan-Starrs não revelaram nenhum destes objetos.


Enquanto isso não refuta a hipótese de superfície rígida inteiramente, a equipe acredita que esta ideia é pouco provável, enquanto adiciona-se mais peso ao argumento mais ortodoxo que os buracos negros são rodeados por horizontes de eventos, como Einstein previu há muito tempo.


O que uma buraco negro supermassivo pode parecer?. Crédito: Mark A. Garlick / CfA

"Nosso trabalho sugere que alguns, ou talvez todos os buracos negros têm horizontes de eventos e que o material realmente desaparece do universo observável quando puxado por estes objetos exóticos, como já era esperado por décadas", disse um dos pesquisadores, Ramesh Narayan da Universidade de Harvard.

"A relatividade geral passou mais por mais um teste crítico."

Einstein provavelmente estava certo o tempo todo, e que uma das mais importantes e duradouras teses científicas da humanidade ainda está sustentando-se mais de um século após a sua elaboração.

Exceto então se você se lembrar que esta pesquisa, basicamente, é uma luz verde na hipótese de matéria se aniquilando em espaços vazios que impiedosamente devoram tudo o que está em seu caminho.


As conclusões são relatados na Monthly Notices da Royal Astronomical Society.

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter