Select Menu

_______________

_______________
_______________
» » » » Stephen Hawking: "Estou convencido de que os seres humanos precisam deixar a Terra"
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Em maio, o renomado físico Stephen Hawking fez outra previsão do fim do mundo. Ele disse que a humanidade tem 100 anos para deixar a Terra, batendo os 900 anos da previsão que ele fez em novembro de 2016, na qual deu a humanidade 1.000 anos para deixar seu planeta natal.

Com a nova estimativa, Hawking sugeriu que a única maneira de prolongar a existência da humanidade é encontrarmos uma nova casa, em outro planeta.

Durante o Festival Starmus em Trondheim, na Noruega na terça-feira, Hawking reiterou seu ponto: "Se a humanidade continuar por mais alguns milhões de anos, o nosso futuro está corajosamente indo onde ninguém jamais esteve", explicou ele, de acordo com a BBC.

Especificamente, Hawking disse que devemos apontar outro pouso na Lua até 2020, e trabalhar para construir uma base lunar nos próximos 30 anos - projetos que poderiam ajudar a preparar-nos para enviar seres humanos a Marte em 2025.

"Estamos ficando sem espaço e os únicos lugares para ir são outros mundos. É hora de explorar outros sistemas solares. Espalharmos pode ser a única coisa que nos salvará de nós mesmos. Estou convencido de que os seres humanos precisam deixar a Terra, acrescentou "Hawking.

O apelo de Hawking vem quase 45 anos desde a última missão lunar da NASA, e ele não é o único a pensar sobre revisitar o satélite cósmico da Terra.

Até mesmo o presidente norte-americano Donald Trump quer colocar um ser humano na Lua até 2020. Vários planos, tanto de agências espaciais do governo, bem como privadas, já estão em execução. A missão da NASA a Marte, por exemplo, considera que a criação de uma estação lunar orbital seria um passo fundamental para uma futura missão ao planeta vermelho.

Outros países também estão trabalhando no mesmo objetivo: a China e a Europa também estão na esperança de chegar à Lua pela década de 2020, e outros países estão lutando para criar suas próprias bases lunares também. É um eco da era da corrida espacial da Guerra Fria - exceto agora, há mais nações em jogo.

Para as agências espaciais privadas, a Lua parece ser mais uma atração turística especial do que um domicílio permanente: A SpaceX já se prepara para sua primeira viagem de financiamento privado para a Lua, enquanto Jeff Bezos vislumbra uma oportunidade para um serviço de entrega especial para facilitar a construção de qualquer assentamento fora desse mundo.

Para Hawking, no entanto, apontar para a Lua (mais uma vez) não é apenas uma questão de sobrevivência, mas fortalece a humanidade enquanto ainda estamos na Terra.

"Espero que possamos reunir as nações competitivas em um único objetivo, para enfrentar o desafio comum para todos nós", disse ele.

"Um novo e ambicioso programa espacial que excita (jovens), e estimula o interesse em outras áreas, como a astrofísica e a cosmologia".

Science Alert

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter