Select Menu

_______________
» » » » Astrônomo do SETI diz que encontraremos vida inteligente em 20 anos
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Um astrônomo sênior do Instituto de Pesquisa por Inteligência Extraterrestre (SETI) acredita que estamos apenas a duas décadas de distância de confirmar a existência de vida extraterrestre inteligente.

O Instituto SETI passou décadas pesquisando e explorando os fenômenos misteriosos, e muitas vezes inexplicáveis, do nosso universo. A esperança é que a pesquisa nos ajude a confirmar que existe, de fato, vida lá fora. 

Em uma entrevista ao Futurism , o astrônomo sênio do Instituto SETI e do Words Fair USA - NY, Seth Shostak, discutiu onde atualmente estão na busca de vida extraterrestre inteligente.

Ele começou por dizer enfaticamente que "apostas todas as fichas que  vamos encontrar vida inteligente dentro de 20 anos".

Quando perguntado o que a ciência tem a dizer atualmente sobre a existência de aliens, Shostak disse: "Muito pouco - porque nós não encontramos nenhum."

Shostak passou a dizer que, enquanto não pudermos encontrar provas que confirmem vida extraterrestre ainda, o que descobrimos sobre o nosso Universo, digamos, ao longo dos últimos 20 anos, não tem sido insignificante.

Na verdade, essas descobertas podem significar muito para a nossa pesquisa. Uma coisa que sabemos agora que não sabíamos há décadas é que há muita coisa inexplorada na imensidão cósmica lá fora.

Vida fora da Terra

Shostak passou a discutir a probabilidade e a natureza da descoberta da vida alienígena em algum lugar lá fora, nas partes ainda desconhecidas do nosso Universo.

"Nós podemos encontrar a vida microbiana - o tipo que você encontraria nos cantos de sua banheira. Podemos descobrir isto muito mais cedo. Vai demorar um pouco, mas vai acontecer, eu acho que, dentro de uma geração..."

Enquanto Shostak está confiante de que, não apenas, eventualmente, mas relativamente breve, vamos descobrir a existência de vida extraterrestre inteligente, mas o 'contato' pode não se parecer com o que imaginamos ou com o que décadas de ficção científica nos mostraram. 

"Eu não sei se isso pode ser um contato", disse Shostak. "Quero dizer, se eles estão a 500 anos-luz de distância ... você vai ouvir um sinal de 500 anos de idade, e se você transmitir de volta um 'Oi, somos da Terra, como vão?' - vai demorar 1.000 anos antes de ouvir de volta deles. Isto se você ouvir um retorno! Então, não é exatamente um contato, mas pelo menos você saberá que eles estão lá"...

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter