Select Menu
» » » » » 7 eventos épicos astronômicos que você não pode perder 2018
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Longe da vida humana mesquinha e do stress do dia dia na Terra, lá em cima, no espaço, coisas maravilhosas estão visíveis e prontas para serem descobertas o tempo todo.
Muitos eventos astronômicos acontecerão este ano. Aqui estão sete das coisas mais incríveis para manter seus olhos no céu em 2018.
1. Eclipses
Não teremos um eclipse solar total novamente este ano, mas há três eclipses solares parciais e dois eclipses lunares totais que serão visíveis em vários lugares de todo o mundo.

  • 31 de janeiro - eclipse total lunar visível da Austrália, América do Norte, Ásia oriental e do Oceano Pacífico
  • 15 fevereiro- eclipse solar parcial visível em parte da Austrália, Argentina e Chile.
  • 13 de julho - eclipse solar parcial visível da Antártida e do extremo sul da Austrália
  • 27 de julho - eclipse lunar total visível da maior parte da Europa, África, ocidental e central da Ásia e oeste da Austrália e no Brasil. 
  • 11 de agosto - eclipse solar parcial visível no nordeste do Canadá, Groenlândia, nordeste da Europa e nordeste da Ásia.

2. Chuvas de meteoros
Todos os anos, há uma série de chuvas de meteoros, e se você chegar lá com uma câmera , você pode capturar algumas fotos espetaculares.
Duas das melhores chuvas para se observar são as Perseidas, cujo pico acontece entre 12-13 de agosto, com até 60 meteoros por hora, e as Geminídeas, cujo pico é entre 13-14 de dezembro, com até 120 meteoros por hora.
Se você quer aproveitar o máximo das chuvas de meteoros, você pode encontrar um calendário completo aqui, e um calendário mais simples aqui .
luminet buraco negroA primeira imagem de um buraco negro, criado em 1979. ( Jean-Pierre Luminet )
3. Nós podemos finalmente ver horizonte de eventos de um buraco negro
Em abril de 2017, um projeto de multi-telescópio chamado Telescópio Horizonte de Eventos fez uma tentativa sem precedentes para fotografar o horizonte de eventos de um buraco negro - não o buraco negro em si, mas o ponto de não retorno, onde a atração dos objeto é tão forte que nada, nem mesmo a luz, pode escapar.

Nós ainda estamos esperando o resultado de mais de cinco noites de tempo de observação e fotografia de Sagitário A*, o buraco negro no centro da nossa galáxia, e espero que a imagem apareça em algum momento no início de 2018. Estamos tão animado, de verdade .
4. Incursões de exploração da Lua
É oficial: os terráqueos voltarão à Lua. A última pessoa a pisar na superfície foi o astronauta da NASA, Eugene Cernan, em 1972, e em 2018, bem, talvez não possamos voltar para lá pessoalmente, mas há bastante coisa nítida na Lua que  se percolam.


Para começar, a Índia está colocando um rover na Lua pela primeira vez na história do país em 2018, o que é bem legal.
SpaceX also said it's planning a trip to lunar orbit - with two private citizens on board (although it's been pretty quiet about it for a while). China's Chang'e 4 and Chang'e 5 are going to be conducting a dark side exploration and sample return mission respectively.

A SpaceX também disse que está planejando uma viagem à órbita lunar - com dois cidadãos particulares a bordo. O Chang'e 4 e o Chang'e 5 da China estarão conduzindo uma missão paralela e de retorno com amostras, respectivamente.
Também houve rumores de que os EUA enviariam seres humanos de volta à Lua, e não se esqueça do projeto Lunar XPRIZE do Google - uma competição para entidades privadas colocarem um veículo robótico na Lua. 
5. Ciência dos Asteróides 

Se você se animou com as missões Rosetta e Philae com os encontros e pesquisas subsequente no Cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko? Bem, rapaz, você vai adorar 2018! Nós teremos um, mas dois pousos em asteroides devido ao cumprimento de metas deste ano.
Em junho de 2018, o JAXA's Hayabusa 2, que foi lançado em 2014, se encontrará com o asteroide Ryugu, um asteroide próximo da Terra que possui uma rada combinação de ambas os tipos C-type e G-type.
E, em agosto, a sonda OSIRIS-Rex da NASA vai se encontrar com asteroide próximo à Terra chamado Bennu.
É, sem dúvida, vai ser fascinante de se ver, embora estas missões irão requerer vários anos de espera para uma pesquisa científica aprofundada - essas duas missões estarão retornando com amostras à Terra, a Hayabusa em 2020 e OSIRIS-Rex em 2023.
6. Pulsar
Em algum momento no início desta ano - é difícil dizer exatamente quando - um pulsar vai explodir próximo a uma das mais brilhantes estrelas em nossa galáxia, através do disco de gás e poeira em torno de uma estrela azul extremamente luminosa, com 15 vezes a massa do Sol e 10.000 vezes mais brilhante.
Será uma explosão de fogos de artifício astrofísicosque ajudarão os pesquisadores medirem as propriedades de massa, gravidade, o campo magnético, o vento estelar e do disco.
7. Uma sonda para Mercúrio
Em 2017, vimos o fim da missão de Cassini. Juno está ainda estudando Júpiter, mas definitivamente precisamos de mais sondas planetárias. Por sorte, algumas delas já estão no ponto para serem lançadas.

Em 2018, a ESA e a JAXA (Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial) estarão lançando sua missão conjunta - a BepiColombo - que vai investigar Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol.


Apesar que a sonda esteja prevista para chegar em Mercúrio em 2025, ela nos dará outros vislumbres no caminho até lá - e isso nos lembra que, quando se trata de espaço, há sempre algo lá fora a ser observado.

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter