Incêndios florestais devem despertar a Austrália e o mundo para ameaças de mudanças climáticas - Mistérios do Universo

Breaking

3 de janeiro de 2020

Incêndios florestais devem despertar a Austrália e o mundo para ameaças de mudanças climáticas

.....
.....
Os incêndios florestais australianos expõem anos de inércia do primeiro-ministro do país, escreve Lisa Holland, correspondente da Sky News sobre mudanças climáticas.


As imagens hipnotizantes do país em chamas podem mudar não apenas o debate climático na Austrália, mas podem fazer com que outras partes do mundo repensem suas respostas frouxas.

No final de sua década mais quente de todos os tempos, a Austrália está sendo nocauteada por seu desdém com nas mudanças climáticas.

O primeiro-ministro do país, Scott Morrison, reconheceu anteriormente que "não há argumentos" sobre os vínculos entre as mudanças climáticas globais e o clima extremo em todo o mundo, mas foi criticado por sua resposta à atual onda de incêndios que devastam partes da Austrália.

Você pode pensar que as imagens absolutamente aterradoras de seu país queimando mudariam de ideia, mas ainda não parece ser esse o caso.

Morrison está longe de vestir uma camisa de mudança climática. De fato, ele ainda insiste que agora não é o momento de discutir as mudanças climáticas, enquanto as autoridades australianas estão de mãos dadas para combater milhares de incêndios

Imagem: Morrison foi agredido durante uma visita a comunidades atingidas pelo fogo

Rebobine alguns anos e ele estava brandindo um pedaço de carvão no parlamento, provocando aqueles que descreveu como tendo um "medo patológico do carvão" e elogiando o combustível fóssil que ele disse estar alimentando a economia da Austrália e sustentando empregos.

Morrison venceu um terceiro mandato em maio, rejeitando pedidos para reduzir a produção de carvão.


Seu governo prometeu reduzir as emissões de 26% a 28% até 2030, em comparação com a promessa do partido trabalhista de 45% da oposição.

O líder do Partido Verde da Austrália pediu uma investigação sobre a crise.

Imagem:Os incêndios devastaram a cidade de Mallacoota

Imagem: Restos de prédios incendiados em Cobargo

Sob sua direção, a Austrália tem sido, sendo modesto nas pala, atrapalhada pelas mudanças climáticas.

E, por crença pessoal genuína ou motivado pela busca de sobreviver politicamente, o governo de Morrison, na Austrália, não conseguiu avançar nessa questão.

Este ano é crítico na luta contra o aquecimento global. Em novembro, os países se reunirão para uma conferência histórica em Glasgow para tentar estabelecer metas de mudanças mundiais para as emissões.

Mulher australiana luta contra incêndio perto de casa

Que ironia a última conferência climática - há apenas algumas semanas em Madri - acusou a delegação australiana de agir fora do espírito dos objetivos anteriores, buscando obter créditos de emissões.

O mundo precisa mais de líderes como Morrison e de países como a Austrália para enfrentar as mudanças climáticas e vencer.

E se a temporada de incêndios florestais - tornada mais longa e mais séria pelo aquecimento global - não o inspira, então as frustrações e ativismo dos australianos podem.

Imagem:Os restos de uma casa nos arredores de Batemans Bay

Porque a política é reativa - e o movimento australiano de mudança climática que se esforça para ouvir sua voz pode muito bem encontrar suas asas após os incêndios florestais desta temporada.

O mesmo acontece em outros países cujo governo faz desdém com o planeta e são pusilânimes com o problema das mudanças climáticas, a citar, o Brasil e os Estados Unidos.

Via: Sky News
............

Nenhum comentário: