Select Menu
» » » Tudo sobre a chuva de meteoros Leônidas 2014
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga


A maravilhosa chuva de meteoros Leônidas acontece todos os anos nesta época de novembro, a medida que nosso planeta se move através do espaço. Ela ocorre quando a Terra cruza a órbita do cometa Tempel-Tuttle, que, como todos os cometas, desarruma sua órbita com pedaços de detritos. É quando os entulhos do cometa entram na atmosfera da Terra, e vaporizam, que vemos a chuva de meteoros Leônidas. Em 2014, as noites de pico da chuva são esperadas a partir da meia-noite ao amanhecer em ambos na manhã de segunda-feira (17 de Novembro) e terça-feira de manhã (18 de novembro). Embora este chuva de meteoros seja conhecida por suas tempestades periódicas, nenhuma tempestade Leônidas está prevista para este ano. A lua crescente em declínio irá melhorar o show na noite de pico. Além disso, vai ser divertido de se olhar para o planeta Júpiter, que estará perto do ponto radiante das Leônidas neste ano de  2014. 

Quantos meteoros você vai ver em 2014? 

A resposta, claro, depende da claridade e a escuridão de seu céu noturno do local onde você está assistindo. Algumas vezes, as Leônidas produzem as chamadas tempestades de meteoros , mas nenhuma tempestade Leônidas está prevista para este ano. As Leônidas são geralmente uma chuva modesta, com taxas típicas de cerca de 10 a 15 meteoros por hora no pico, em extrema escuridão antes do amanhecer.

Qual a melhor hora de ver os meteoros das Leônidas?
Saber qual a melhor hora é relativamente fácil. Tal como acontece com a maioria das chuvas de meteoros, o melhor momento para assistir a Leônidas é geralmente entre a meia-noite e madrugada. As manhãs de pico esperadas são 17 e 18 de novembro. Felizmente, a luz minguante da lua crescente lunar não vai comprometer seriamente a visão da chuva de meteoros deste ano nas primeiras horas da manhã.

Em qual direção olhar para observar a chuva de meteoros?
A radiante das Leônidas, como  o próprio nome diz, se concentra no coração da constelação de Leão. Essa constelação zodiacal encontra-se na direção noroeste (no nascer do Sol). Lembrando que esse ano o planeta Júpiter está "bem próximo" da constelação,use-o como referência para procurar a constelação. A estrela Regulus está logo abaixo do planeta.
Em 2014, o planeta Júpiter é muito brilhante perto do ponto radiante da chuva de meteoros Leonid.  Você vai gostar de olhar para Júpiter e talvez identificar o padrão de estrelas a partir do qual os meteoros primavera.
Onde você deve assistir a chuva de meteoros? 
Pequenas cidades, campos, fazendas, sítios e parques nacionais são muitas vezes grandes lugares para assistir chuvas de meteoros. 
Quando a noite cai, você provavelmente vai estar impaciente para ver meteoros. Mas lembre-se que o chuva é o melhor  observável depois da meia noite. Tome um cochilo no início da noite, se puder. Depois da meia-noite, deitar-se confortavelmente e assistir da melhor maneira possível em todas as partes do céu (de preferência em uma graminha verde e na companhia de amigos ou de sua (seu) companheiro (a).
Será que as Leónidas produzirão uma tempestade de meteoros em 2014? 
Não. Não este ano. A maioria dos astrônomos dizem que você precisa ver mais de 1000 meteoros por hora para considerar uma tempestade de meteoros. Isso é muito longe dos 10 a 15 meteoros por hora previstos para este ano. Ainda assim, mesmo um meteoro brilhante pode tornar a sua noite.
O cometa pai - Tempel-Tuttle - completa uma única órbita em torno do Sol uma vez a cada 33 anos. Ela libera material novo a cada vez que entra no sistema solar interior e se aproxima do sol. Desde o século 19, skywatchers já assistiram tempestades das Leônidas a cada 33 anos, começando com a chuva de meteoros de 1833. Essa chuva  produziu mais de 100.000 meteoros por hora. As próximas grandes tempestades Leônidas aconteceram a cada 33 anos, em 1866 e 1867.

Xilogravuras antigas retratando as tempestades Leônidas de 1833.
Uma chuva de meteoros desse porte foi prevista para 1899, mas não se concretizou. Em 1966, observadores no sudoeste dos Estados Unidos relataram ter visto mais de 40 a 50 meteoros por segundo (que é de 2.400 a 3.000 meteoros por minuto!) durante um período de 15 minutos na manhã de 17 de novembro de 1966.
Dica: Assista a chuva de meteoros a partir da meia noite até a madrugada de hoje 17 de novembro e amanhã, 18 de novembro. Dê preferência para locais sem muita luz, como sítios ou lugares isolados da cidade grande. Aproveite para debruçar-se sobre a grama ou sobre cadeiras de praia confortáveis e claro, tenha muita paciência pois são poucos meteoros esse ano e essa chuva só voltará ano que vem. Bons céus à todos!

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter