Select Menu
» » » » De onde vêm todos os elementos?
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga




A tabela periódica abaixo apresenta a melhor estimativa a respeito de onde cada elemento vem.

Elementos são subdivididos em várias categorias com base em onde eles se originaram: o Big Bang, raios cósmicos, grandes estrelas, estrelas pequenas, supernovas, e criados pelo homem em laboratório.

No topo, temos o hidrogênio. O Hidrogênio e hélio são os únicos elementos que (como você pode ver) que estão classificados no "Big Bang". Esse elementos foram criados 380 mil anos depois do início do Universo, na chamada era da Nucleossíntese primordial. 

Em seguida, temos os 3 elementos sob a categoria de "Raios Cósmicos:" lítio, berílio e boro.

O carbono no seu corpo foi feito por fusão nuclear no interior de estrelas, assim como o oxigênio. Sim, isso é certo - você é feito de material de estrelas que morreram, ou como Carl Sagan falou na sua famosa frase do livros Cosmos: "Somos feitos de poeira das estrelas". Grande parte do ferro em seu corpo foi feito durante explosões de supernovas - as explosões de estrelas que não conseguiam mais se sustentar e estouraram há muito tempo e em lugares muito distantes. 

Mas não termina aí.

O ouro em suas jóias foi provavelmente feito a partir de estrelas de nêutrons durante colisões cósmicas, colisões que podem ter sido visíveis através de rajadas de curta duração de raios gama aqui na Terra.

É bem legal quando você pensa sobre isso - vocês não são feitos apenas de estrelas; vocês são remanescentes vivos de eventos cataclísmicos em massa...os restos andantes e falantes de estrelas hipergigantes. 

Mas então, assim é a sua lixeira.

Curiosamente, a tabela periódica, tal como a conhecemos hoje, não é a primeira  tabela de elementos. Na verdade, nós acreditávamos que todas as coisas no universo foram feitas a partir de apenas 4 elementos: Terra, Fogo, Água, e Ar (felizmente, nós não ficamos com essa estrutura organizacional).

Claro que, hoje, o quadro é muito mais sólido e bem estabelecido do que era quando foi desenvolvido pela primeira vez. Mas isso é porque, naquela época, muitos elementos ainda não foram descobertos. Por outro lado, nos dias de hoje, já temos uma abundância de elementos - o que significa que a maioria dos todos os elementos que ocorrem naturalmente no planeta Terra já foram descobertos e a Tabela Periódica tem sido quase sempre preenchida como foi o caso dos quatro novos elementos descobertos recentemente. Principalmente.

Se um elemento novo é descoberto, é geralmente o resultado de experimentos físicos onde se quebram átomos para ver o que acontece ou seja, um novo elemento só é susceptível de ser descoberto em um acelerador de partículas.

Traduzido e adaptado de Futurism

......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter