Select Menu

_______________

_______________
_______________
» » » » » » Oposição do asteroide Vesta - Transmissão ao vivo
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Se você nunca viu um asteroide, hoje será um bom momento para tentar. A oposição de Vesta ocorrerá hoje, 17 de janeiro de 2017, a partir das 22:00h horário de Brasília. Guy Ottewell fornece gráficos e melhores explicações:

Este ano, o primeiro dos grandes asteroides, o mais brilhante e o único que você pode eventualmente encontrar a olho nu estará em oposição: o asteroide 4, Vesta.



Nesta  página, você poderá ver um diagrama de espaço, que mostra como a Terra está em relação à Vesta. A linha tracejada é a linha de visão entre a Terra e Vesta nesta data. Vesta está na parte de sua órbita que está na direção da constelação de Gêmeos, que irá ultrapassá-la logo após o solstício de inverno do Hemisfério Norte.


Vesta em oposição na noite de 17 de janeiro.


A data da oposição de Vesta é 17 de janeiro, às 17h Hora Universal ou 22:00h, horário de Brasília. 



A data precisa de oposição não importa muito: é a média do intervalo aproximado de tempo em que um corpo em movimento está mais próximo e mais brilhante. O que importa mais é que a Lua, com seu brilho, estava cheia em 12 de Janeiro e está agora na sua fase minguante, subindo mais tarde nas noites seguintes.

Assim, o bom momento para Vesta é realmente as próximas duas semanas a partir de agora. Ele vai desaparecer em uma magnitude, mas será perceptível com binóculos/telescópios em noites sem Lua.

Eis aqui a maneira mais detalhada para encontrar Vesta com binóculos:


Gráfico via blog de Guy Ottewell

Embora Vesta seja apenas o quarto asteroide descoberto (em 1807), é o segundo maior asteroide do Sistema Solar (525 quilômetros de largura), só perdendo para 1 Ceres e é o que o torna mais brilhante, por estar geralmente mais próximo do que Ceres e, especialmente, devido ao seu alto albedo ou reflectividade: em outras palavras, ele tem uma superfície de cor clara.

Nesta oposição, ele atingirá uma magnitude 6,3 - apenas igual ou superior ao limite para o olho nu com um céu escuro e sem núvens.

Esta oposição pode ser tão fraca quanto 6,6, ou tão brilhante quanto 5,4, como vai acontecer em 2018, quando o periélio e oposição ocorrerão no mesmo instante (10 de maio e 19 de junho). Ceres é geralmente um pouco mais escuro do que a magnitude 7 na oposição e raramente se torna tão brilhante quanto 6.7.

Agora sabemos muito mais sobre Vesta porque a sonda Dawn da NASA estava em órbita em torno dele a partir de 2011 Julho a 2012 Setembro. Colisões de bilhões de anos atrás estilhaçaram muitos pedaços de Vesta para o espaço e alguns vieram na direção da Terra como meteoritos de um tipo reconhecível.

O asteroide ganhou sua designação a partir da deusa romana Vesta, equivalente a Hestia dos gregos, um dos Doze Olimpianos, protetora virgem da lareira e da casa. Etimologicamente, a palavra asteroide surgiu a partir da junção das palavras gregas "aster", que significa "estrela" e o sufixo "eidos", que quer dizer "semelhança", ou seja, asteroide significa "semelhante à estrela" ou "pequeno astro".

Transmissão ao vivo

Aqui no Brasil, para marcar esse evento o SONEAR Observatory (Southern Observatory for Near Earth Asteroids Research) e a BRAMON (Brazilian Meteor Observation Network) irão transmitir ao vivo o asteroide em oposição.

Durante o evento teremos palestras sobre asteroides, sobre NEOs, simulação de impacto com a Terra, palestra de geologia explicando sobre a composição dos asteroides, ou seja, um evento completo para você ficar por dentro de tudo sobre o Vesta e sobre os asteroides do Sistema Solar.

O Hangout ocorrerá às 22:00h (horário de Brasília) no canal SpaceToday com transmissão da Bramon - Brazilian Meteor Observation Network, SONEAR Observatory

O evento também dará início a campanha do Asteroid Day, uma campanha mundial que busca ensinar as pessoas sobre asteroides e como nós podemos proteger nosso planeta, famílias, comunidades e gerações futuras, que ocorrerá em 30 de junho, a data do famoso Evento de Tunguska, o mais poderoso impacto de um asteroide registrado na história.


Links da transmissão:



Com informações de Space Today e Earth Sky 
Para mais informações:
Bramon - Asteroid Day

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter