Select Menu

_______________

_______________
_______________
» » » » NASA lança um incrível Gif de uma estrela explodindo com a energia de 100 milhões de sóis
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Novas animações divulgadas pela NASA estão reformulando um momento astronômico inovador em toda uma nova luz.

Em 24 de fevereiro de 1987, os astrônomos Oscar Dhalde e Ian Shelton testemunharam uma visão incrível no topo de uma montanha chilena: uma nova estrela no céu noturno. Logo, no entanto, eles perceberam que não era o nascimento de uma estrela; em vez disso, era uma supergigante azul cumprindo sua condenação.

Naquele momento, o núcleo movido a fusão estelar - anteriormente chamado Sanduleak-69 ° 202 - começou a falhar. A maioria dos astrônomos concordam que a explosão aconteceu porque o núcleo da estrela gerou pouco combustível de alta energia, enquanto alguns acreditam que outra estrela se fundiu com a supergigante azul para provocar a explosão.


De qualquer maneira, a estrela entrou em colapso sob sua própria gravidade, explodiu e expeliu tripas radioativas em todo o espaço - com o poder de 100 milhões de sóis. Hoje chamamos este objeto de Supernova 1987A , ou SN 1987A.

Na imagem abaixo, os restos do Supernova 1987A são vistos em três diferentes comprimentos de onda de luz: infravermelho (vermelho-alaranjado), visível (verde) e de raios-X (azul-violeta):

NASA/ESA/NRAO/AUI/NSF; Hubble; Chandra; ALMA


Não foi apenas a supernova mais brilhante vista por centenas de anos, mas também foi a primeira vez que os astrônomos registraram um evento como esse, com instrumentos modernos, de alta tecnologia.

"Supernova 1987A tornou-se uma das melhores oportunidades para os astrônomos estudarem as fases antes, durante e após a morte de uma estrela", disse a  equipe do Observatório de raios-X Chandra da NASA em um vídeo.

Os dados forneceram lotes de pistas sobre supernovas, incluindo como elas forjam os novos elementos nos quais formam a vida e distribuí-los em torno do universo.

A NASA comemorou recentemente o aniversário da supernova com  muitas novas imagens, algumas animações chamaram a nossa atenção.

Zoom nos restos de uma supernova


Esta animação lhe dá uma noção de onde no céu à noite (e quão longe) a SN 1987A está localizada.

Os restos se escondem dentro da Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia anã que se arrasta na Via Láctea a cerca de 168.000 anos-luz da Terra.

Esta vasta distância significa que a explosão tecnicamente aconteceu a 168.000 anos no passado, pelo menos em relação a onde vivemos. Ou seja, demorou esse tempo para a luz da explosão para chegar até nós.

Anel de fogo radioativo


Pelo menos uma vez por mês ao longo de mais de 20 anos, o telescópio espacial Hubble fotografou a SN 1987A e sua onda de choque. Os astrônomos continuam a compilar essas imagens em animações para ver a evolução do sistema.

Começando por volta de 2000, eles assistiram as ondas de choque de anéis de gás e poeira de 1 ano-luz de largura na qual a estrela jogou fora antes de sua morte, criando um brilho brilhante.

Os pesquisadores agora acreditam que a onda de choque de alta velocidade está deixando o campo de gás e poeira, marcando o início de uma grande mudança na sua evolução, de acordo com  um estudo de pré-impressão enviada para arXiv.org.

Modelo 3D de um desastre


Esta nova animação é uma simulação de computador que utilizou décadas de observações para mapear a explosão da SN 1987A em três dimensões.

O modelo, descrito em um estudo de pré-impressão, também pode mostrar como será a evolução da SN de 1987A no futuro.

Este artigo foi originalmente publicado pela Business Insider e foi traduzido e adaptado do Science Alert.

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter