Select Menu
» » » » Astronauta Peggy Whitson retorna à Terra depois de 188 dias e quebra recordes
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

A astronauta Peggy Whitson retornou à Terra na tarde de sábado, encerrando um voo recorde, se  tornando a pessoa americana a passar mais tempo no espaço. Ela também foi a primeira mulher a comandar a Estação Espacial Internacional e é a astronauta mulher com mais caminhadas espaciais, entre outros recordes

Peggy Whitson passou 665 dias fora do planeta - 288 dias estando sozinha na missão, superando qualquer outro americano e qualquer outra mulher em todo o mundo.

Ela saiu da Estação Espacial Internacional juntamente com outro americano e um russo. Sua cápsula Soyuz aterrou no Cazaquistão logo após o nascer do Sol de domingo. Na noite de sábado ela retornou para os EUA.

Médicos verificando o pulso de  Whitson, enquanto ela descansa na cadeira de rodas. Sergei Ilnitsky / Pool Foto via AP.

Whitson foi a última a ser transportara a partir da Soyuz. Ela imediatamente recebeu um par de óculos para ajudar a readaptar-se à luz do Sol, enquanto descansava em uma cadeira de rodas sob tapetes cazaques varridos pelo vento. Os médicos verificaram sua pulsação como prática padrão. Ela então recebeu um buquê de flores com a saudação "Bem-vinda de volta, Peggy."

Além da duração, Whitson quebrou vários outros recordes em órbita: ela é a mulher astronauta mais velha do mundo, com 57 anos, e a mulher mais experiente com caminhadas espaciais, com 10. Ela também se tornou a primeira mulher a comandar a Estação Espacial duas vezes após seu lançamento em novembro passado.

O cosmonauta Fyodor Yurchikhin registrou ainda mais tempo no espaço: 673 dias ao longo de cinco missões. O astronauta Jack Fischer, da NASA, retornou após 136 dias. Eles voaram para a estação em abril.

O cosmonauta russo Fyodor Yurchikhin, no centro, os astronautas americanos Peggy Whitson, à esquerda, e Jack Fischer, à direita, posando para uma foto após o pouso em uma área remota fora da cidade de Dzhezkazgan, Cazaquistão, domingo, 3 de setembro de 2017. 

Devido aos efeitos do furacão Harvey, a NASA não pôde começar seu plano em Houston à tempo para o desembarque da tripulação no Cazaquistão. Em vez disso, a Agência Espacial Europeia ofereceu transportar Whitson e Fischer para Colônia, na Alemanha, onde vão reunir-se com a Nasa para a etapa final de sua viagem. Eles voltaram para Houston na noite de ontem (04/09).

Três homens permanecem na estação espacial: Bresnik, um russo e um italiano. Eles serão acompanhados por dois americanos e um russo, que está previsto para se juntar a tripulação em em 12 de setembro.

[Phys]

. . . ......................

Autor Felipe Sérvulo

Graduado em Física pela UEPB. Mestrando em Cosmologia, gravitação e física das partículas pela UFCG. Possui experiência na área de divulgação científica com ênfase em astronomia, astrofísica, astrobiologia, cosmologia, biologia evolutiva e história da ciência. Possui experiência na área de docência informática, física, química e matemática, com ênfase em desenvolvimento de websites e design gráfico e experiência na área de artes, com ênfase em pinturas e desenhos realistas. Fundador do Projeto Mistérios do Universo, colaborador, editor, tradutor e colaborador da Sociedade Científica e do Universo Racionalista. Membro da Associação Paraibana de Astronomia. Pai, nerd, geek, colecionador, aficionado pela arte, pela astronomia e pelo Universo. Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/8938378819014229
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários
0 Comentários

Newsletter