Um buraco negro supermassivo passou mais de uma década consumindo uma estrela - Mistérios do Universo

Breaking

6 de fevereiro de 2017

Um buraco negro supermassivo passou mais de uma década consumindo uma estrela

.....
.....

Um buraco negro supermassivo rasgou e devorou uma estrela por tanto tempo que estabeleceu um novo recorde.

Segundo os pesquisadores, este evento de interrupção das marés foi 10 vezes maior do que a morte de qualquer outra estrela, o que significa que o buraco negro estava destruindo uma estrela incrivelmente grande ou dilacerado completamente uma estrela menor.

A equipe de pesquisadores começou a observar a TDE que destruiu uma estrela em julo de 2005, usando o Observatório de Raios-X Chandra da NASA e o satélite Swift e o WMM-Newton da ESA.

"Temos assistido o espetacular e prolongado desaparecimento de uma estrela", disse Dacheng Lin, da Universidade de New Hampshire, em Durham, New Hampshire, que liderou o estudo, em um comunicado de imprensa. "Dezenas de eventos de interrupção das marés foram detectados desde os anos 1990, mas nenhum permaneceu brilhante e tão longo quanto este."

Este buraco negro, conhecido como XJ1500 + 0154, está no centro de uma galáxia anfitriã a cerca de 1,8 bilhões de anos-luz da Terra. Ele alcançou brilho máximo em junho de 2008, e tem estado no radar dos pesquisadores desde então.

"Na maior parte do tempo que temos observado para este objeto, ele tem crescido rapidamente", disse James Guillochon do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, em Cambridge, Mass. "Isso nos diz algo incomum - como uma estrela duas vezes mais pesado que o nosso Sol - está alimentando um buraco negro"

Estudar a morte de uma estrela pelo buraco negro mostra não só que buracos negros supermassivos podem crescer, mas também dá aos pesquisadores mais informações avançadas sobre buracos negros e como eles chegaram a existir.

Segundo os pesquisadores, a estrela que o buraco negro está alimentando-se diminuirá nos próximos anos, e, portanto, fará com que o brilho de XJ1500 + 0154 se desvaneça. 

Traduzido e adaptado de Astronomy Magazine
............