Plutão ainda merece ser um planeta, diz chefe da NASA - Mistérios do Universo

Breaking

28 de agosto de 2019

Plutão ainda merece ser um planeta, diz chefe da NASA

.....
.....
Embora Plutão tenha sido oficialmente rebaixado do status planetário há mais de uma década, os fãs do sistema solar ainda estão torcendo pelo pequeno corpo cósmico. Exemplo: o administrador da NASA Jim Bridenstine, que entrou no debate de longa data sobre o planeta Plutão durante as declarações de imprensa na sexta-feira (23 de agosto).


"Só para você saber, a meu ver, Plutão é um planeta, e você pode escrever que o administrador da Nasa declarou Plutão um planeta mais uma vez", disse Bridenstine durante um primeiro evento de robótica no Colorado nesta semana. 
O vídeo da troca foi publicado no Twitter pelo meteorologista Cory Reppenhagen, da 9News. "Meu byte sonoro favorito do dia que provavelmente não chegará à TV veio do administrador da NASA Jim Bridenstine. Como partidário de Plutão, eu realmente gostei disso." Disse Reppenhagem.


Esse veredicto vai contra a decisão oficial tomada pela União Astronômica Internacional (IAU) em 2006, que resultou de um voto entre os astrônomos. 
Mas para o deleite dos fãs de Plutão, Bridenstine reiterou sua dedicação. Plutão é um planeta, ele disse. "Estou passando por isso. Foi assim que aprendi e estou comprometido com isso."
Plutão foi descoberto pelo astrônomo americano Clyde Tombaugh em 1930. Alguns pesquisadores começaram a questionar a planetidade de Plutão no final dos anos 90, depois que ficou claro que Plutão estava longe de estar sozinho no cinturão de Kuiper, o anel de corpos gelados além da órbita de Netuno. 
Após anos de debate e a descoberta de Eris em 2005, um objeto distante ainda maior que Plutão, a IAU despojou Plutão de seu status planetário.
Em vez disso, a IAU determinou que Plutão e corpos similares deveriam ser classificados como planetas anões.  Pára ser um planeta, o objeto deve orbitar o sol, ter uma forma quase redonda e "limpar sua vizinhança orbital", de acordo com a IAU, e os astrônomos que votaram na decisão de 2006 não estavam convencidos de que Plutão havia atingido esse último critério.
Stern há muito tempo considera a decisão da IAU como não científica, alegando que ela foi feita principalmente para manter o número de planetas "oficiais" em um número administrável. 

Será que veremos agora o planeta Plutão voltando ao status de planeta novamente? Aguardemos os próximos capítulos dessa história.

Via Livescience
............

Nenhum comentário: